rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Inglaterra Conflito Gibraltar Espanha

Publicado em • Modificado em

Pescadores protestam em Gibraltar contra taxa espanhola

media
Navios da Marinha Britânica marcam presença na baía de Gibraltar, sul da Espanha, nesta segunda-feira, 19 de agosto de 2013. REUTERS/Jon Nazca

As tensões entre Espanha e Inglaterra se elevaram por conta de recentes conflitos diplomáticos em Gibraltar, território de soberania inglesa dentro da península espanhola. O domingo foi marcado por protestos de pescadores espanhóis no local, e a União Europeia intervirá no caso.


O que era para ser um pequeno choque diplomático entre Espanha e Reino Unido está tomando proporções bem maiores das que os dois países imaginavam. Neste domingo, pescadores que trabalham nas região, acompanhados da polícia espanhola, fizeram uma manifestação contra a construção de uma barreira de concreto na zona por parte de Gilbraltar, o que os impedirá de pescar. A polícia local impediu a passagem do protesto, o que revoltou o governo espanhol.

O conflito começou há duas semanas, quando a Espanha, em resposta à construção da barreira de concreto, anunciou que estuda a cobrança de € 50 para quem passe pela fronteira, caso de milhares de pessoas que moram em Gibraltar mas trabalham em cidades espanholas.

Embora não tenha havido até agora qualquer tipo de enfrentamento físico, ambos os governos não se mostram dispostos a ceder. Os premiês dos dois países, Mariano Rajoy e David Cameron, já conversaram diversas vezes por telefone mas não chegaram a um acordo. Na semana passada, o Reino Unido pediu intervenção da UE por considerar os impostos cobrados pela Espanha abusivos, assim como o controle da fronteira.

A Espanha nega o abuso e alega que tem de evitar contrabando de produtos de Gibraltar como o cigarro, até quatro vezes mais barato no território inglês.A UE vai enviar representante a Gibraltar para acompanhar o caso. Nesta segunda-feira, o clima é tenso no território inglês, que fica no extremo sul da Espanha. Há longas filas de carro para ultrapassar a fronteira e cidadãos agitando bandeiras de ambos os países.