rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Alemanha Judeus Antissemitismo Anti-Semita

Publicado em • Modificado em

Alemanha lembra “Noite de Cristal” contra judeus

media
Vitrine de loja de departamentos em Berlim lembra a "Noite dos Cristais". REUTERS/Thomas Peter

Neste sábado e domingo, a Alemanha lembra o pogrom contra os judeus há 75 anos, massacre que escancarou o violento anti-semitismo do regime nazista. Na noite do dia 9 para 10 de novembro de 1938, e nos dias seguintes, sinagogas foram incendiadas, estabelecimentos judeus foram saqueados e 30 mil homens foram presos e depois deportados. Vários eventos comemorativos acontecem no país.


Esses ataques provocaram 90 mortos entre a população judia da Alemanha. O regime de Hitler planejou o massacre, mas fez com que parecesse uma revolta espontânea em reação ao assassinato de Ernst vom Rath, secretário da embaixada alemã em Paris. O crime teria sido cometido pelo jovem Herschel Grynszpan, de 17 anos, para vingar a expulsão da família da Alemanha junto com outros 15 mil judeus poloneses.

Um livro, recentemente publicado pelo jornalista investigativo Armin Fuhrer, levanta a tese de que os tiros recebidos por vom Rath no ombro e no estômago não foram mortais, mas a cúpula do 3° Reich decidiu transformá-lo em mártir. Fuhrer afirma que Hitler enviou seu médico pessoal a Paris para “que vom Rath morresse”.

Em uma mensagem de vídeo, a chanceler, Angela Merkel, diz que esses eventos “foram o pior momento da história alemã”, mesmo que o Holocausto que aconteceu em seguida tenha sido “ainda mais dramático”. Ela fez um apelo para não haja tolerância com atitudes anti-semitas.

O presidente alemão, Joachim Gauck, participa no sábado, de uma cerimônia comemorativa diante da sinagoga de Eberswalde, cidade próxima de Berlim, incendiada no dia 9 de novembro de 1938. No domingo, o ministro do interior, Hans-Peter Friedrich vai pronunciar um discurso em uma sinagoga no centro de Berlim. Vários outros eventos comemorativos estão previstos, inclusive apresentações multimídia contra o racismo e o anti-semitismo na Porta de Brandenburgo.