rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Hitler Áustria Neonazistas

Publicado em • Modificado em

Parlamento austríaco expropria casa onde Hitler nasceu

media
Casa onde Hitler nasceu, na Áustria. JOE KLAMAR / AFP

O Parlamento austríaco aprovou nesta quinta-feira (15) uma lei para expropriar a casa natal de Hitler, abrindo assim a possibilidade de uma profunda mudança arquitetônica, ou inclusive uma destruição, do edifício que atrai  neonazistas com frequência.


A lei, aprovada quase por unanimidade, encerra um longo conflito entre o Estado e a família proprietária do imóvel do século XVII, situado no centro de Braunau-am-Inn, na fronteira com a Alemanha.

O Estado alugava a casa desde 1972 para poder controlar seu uso. Durante anos abrigou um centro para deficientes, uma das categorias da população que foi vítima dos nazistas.

A enorme casa com fachada amarela, onde Hitler nasceu em 20 de abril de 1889, está vazia desde 2011, quando os proprietários vetaram um novo uso do edifício.

Casa atrai nazistas e fãs de Hitler

Viena terá agora que decidir o futuro do local, que se tornou um espaço de peregrinação para alguns nostálgicos do Terceiro Reich.

Em outubro, o ministro do Interior Wolfgang Sobotka anunciou um concurso de arquitetos para transformar a casa. Segundo ele, o edifício deveria ser destruído, mas nem todos concordam com sua opinião.

Mas o edifício não poderá mais ser identificado por seu exterior e será destinado a abrigar uma administração ou instituição de caráter social, de acordo com o governo.