rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Megan, esposa do príncipe Harry, anuncia gravidez

França Europa Neonazistas Navio Alemanha ONG Mar Mediterrâneo Migrantes Extrema-Direita

Publicado em • Modificado em

Navio "antimigrantes" da extrema-direita passa sufoco no Mediterrâneo

media
Navio antimigrantes C-Star, fretado por militantes da extrema-direita europeia para "acabar com o fluxo de refugiados vindos do norte de África". Reprodução Facebook

Um navio antimigrantes europeu, o C-Star, conhecido na imprensa europeia como “o navio nazista”, teve problemas técnicos e ficou encalhado durante cinco dias no litoral da Tunísia, mas rejeitou, na noite desta sexta-feira (11), a ajuda de uma embarcação da ONG alemã Sea Eye.


Conectada a uma rede europeia muito ativa na internet, a movimento de extrema-direita Geração Identitária, que fretou o navio antimigrante C-Star no Mediterrâneo para sua campanha "Defender a Europa”, afirma pretender lutar contra a "imigração e islamização" com ações que gerem “visibilidade”. Os militantes de extrema-direita afirmam desejar acabar com o fluxo de refugiados vindos do norte de África.

Um porta-voz dos ativistas de extrema-direita do C-Star declarou que o barco, logo após cinco dias de bloqueio na frente da Tunísia, simplesmente decidiu “parar seus motores para resolver um problema técnico”, o que causou um procedimento que informou as embarcações que navegam na área da pane, mas que não houve um “pedido de ajuda”. Não foi possível acionar a Guarda Costeira italiana para confirmar se a embarcação havia realmente solicitado ajuda do navio Sea-Eye.

Militantes de extrema-direita a bordo do C-Star, o navio antimigrantes que patrulha as águas do Mediterrâneo. Reprodução Twitter /Defend Europe

"Navio Nazista"

O presidente da Sea-Eye, Michael Buschheuer, assegurou no Facebook que a ONG havia sido informada das dificuldades do "navio nazista" e salientou que a ajuda a pessoas em perigo era “um dever para todos os navegadores, independentemente da sua origem, cor da pele, religião ou crença ".

O Sea-Eye foi desviado em direção ao navio antimigrante C-Star, mas, através de um contato de rádio, a embarcação afirmou não precisa de ajuda e o barco alemão retomou sua viagem.

Encalhado desde domingo ao largo da costa da Tunísia, onde os pescadores e sindicatos locais fazem ampla oposição à sua presença, os militantes de extrema-direita do C-Star saíram na noite de sexta-feira (11) de seu silêncio. "Nosso barco foi reabastecido, ele retorna para a área", disse Clément Galand, um dos militantes presentes no navio.

Fundado em 2012, o grupo Geração Identitária é descrito em seu site como "um movimento político que reúne "rapazes e moças de toda a Europa". O C-Star, um navio de 40 metros, foi fretado pelas filiais francesa, italiana, austríaca e alemã do movimento de extrema-direita, com militantes de diferentes nacionalidades a bordo.