rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Escândalo Crise sanitária Europa Contaminação Segurança alimentar Bélgica Fipronil

Publicado em • Modificado em

Bélgica mantém tradição de “omelete gigante” em meio a escândalo sanitário

media
Apesar da crise sanitária de contaminação de ovos pelo inseticida Fipronil, a cidade de Malmedy, na Bélgica, decidiu manter a tradição da omelete gigante tradicional, contendo cerca de 10 mil ovos, em 15 de agosto de 2017. JOHN THYS / AFP

Milhões de ovos oriundos da Holanda foram contaminados pelo Fipronil, um inseticida proibido no tratamento de animais destinados à alimentação humana. O escândalo, denunciado pela Bélgica no fim de julho deste ano, continua a se espalhar, dividindo opiniões na Europa. Os belgas, no entanto, decidiram manter nesta terça-feira (15) a tradição da “omelete gigante”, na cidade de Malmedy, no leste do país.


Cerca de mil pessoas estiveram nesta terça-feira (15) em Malmedy, na Bélgica, para desfrutar da omelete gigante tradicional, contendo cerca de 10 mil ovos na praça de Roma, segundo afirmou a “Confraria Mundial dos Cavaleiros da Omelete Gigante”, uma verdadeira instituição da cidade. Entre os degustadores da iguaria, muitos representantes da imprensa internacional, vindos de países como Alemanha, Itália, França e mesmo da China.

Apesar da crise sanitária causada pelos ovos contaminados pelo inseticida Fipronil, a tradição da omelete gigante será perpetuada pelo 22° ano consecutivo. A confraria belga afirmou que todos os mais de dez mil ovos usados na confecção do prato foram controlados pela Agência Federal de Segurança da Cadeia Alimentar (AFSCA).

“25 quilos de bacon, 50 litros de óleo”

Para fabricar a omelete, foi necessário utilizar uma frigideira de quatro metros de diâmetro. “Também usamos 25 quilos de bacon, 50 litros de óleo e cebolinha ", explica Bénédicte Mathy, presidente da Confraria do Omelete Gigante da cidade belga, localizada na região belga da Valônia. Os pedaços da iguaria começaram a ser distribuídos para a multidão por volta de 13h locais.

Existem sete confrarias mundiais da omelete gigante em todo o mundo. Além de Malmedy, na Bélgica, duas outras são instaladas na França, especificamente nas cidades de Bessières e Fréjus. As outras sedes se encontram em Dumbea, na Nova Caledônia; Abbeville, nos Estados Unidos; Granby, no Canadá; e Pigué, na Argentina.