rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Brasil-Mundo
rss itunes

"Tapiocaria" de brasileira vira street food da moda em Berlim

Nem feijoada, nem caipirinha. Para entrar no mercado gastronômico alemão, a designer pernambucana Mariana Pitanga, radicada em Berlim, investiu num produto diferente. 

Cristiane Ramalho, correspondente da RFI em Berlim

Três anos atrás, no rastro do sucesso da comida de rua na capital alemã, Mariana abriu a Tapiocaria – um restaurante itinerário especializado em tapiocas. Hoje, a marca pode ser encontrada em eventos na Alemanha, Suíça e Áustria.

A ideia surgiu durante uma visita ao badalado Markthalle Neun, mercado de street food, no bairro de Kreuzberg, que atrai alemães e turistas do mundo inteiro. “Já queria trabalhar com gastronomia, e vi que ali tinha uma boa oportunidade”, diz a designer, que vive há sete anos na Alemanha.

Pernambucana do Recife, Mariana resolveu investir num produto que conhece bem – mas que para os alemães é algo tão novo, que desperta curiosidade. “Eles ficam impressionados quando olham aquela bacia enorme, com um pó branco, que eu jogo numa panela quente e sem gordura, e em cinco segundos se transforma num pão”, diverte-se.

A brasileira conta com a ajuda do marido alemão, Peter Westerhoff, seu sócio na Tapiocaria. Juntos, eles conseguiram expandir o negócio. 

Além do Markthalle – o endereço fixo do pequeno restaurante móvel - a marca fez sucesso durante o verão europeu em diversos festivais de música, como o Lollapalooza, e eventos de street food

Brasileiros que vivem em Portugal avaliam governo de esquerda, conhecido como “geringonça”

Em Los Angeles, Rafinha Bastos quer dominar a arte da comédia em inglês

Depois de palhaço e trapezista, brasileiro vira piloto de globo da morte em Dubai

Antônio Fagundes volta aos palcos portugueses com a comédia “Baixa Terapia”

Brasileiros que querem se mudar para Israel esperam resultado das eleições para tomar a decisão

Jovem cientista brasileira ajuda a criar plataforma mundial sobre alimentação

Tereza Ventura mudou-se há um ano para a Alemanha para investigar o ativismo pós-colonial

Turismo religioso leva brasileiros à Jordânia, conta a agente de turismo paranaense

Compositor brasileiro transforma "O Sétimo Selo", de Ingmar Bergman, em ópera na Suécia

Bernardo Lobo diz que seu processo de criação artística mudou para melhor em Lisboa

Nostalgia soviética é objeto de estudo de historiador brasileiro em Moscou

Na Itália, jovens de Ribeirão Preto usam a hipnose como arte e experimento social

“É melhor ser negro na Rússia do que no Brasil”, diz músico que trocou São Paulo por Kazan