rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

“Brasil produz mais de 400 tipos de queijos”, revela a chef Roberta Sudbrack

A premiada chef brasileira Roberta Sudbrack foi a convidada de honra do Fòrum Gastronòmic, um dos principais encontros de chefs europeus, realizado este ano na cidade de Girona, na Espanha.

 

Luísa Belchior, correspondente da RFI Brasil na Espanha

Depois de uma grande polêmica envolvendo a venda de queijos artesanais no Rock in Rio, no Brasil, a chef brasileira Roberta Sudbrack começou uma grande luta pela legalização desses produtos no país. Uma briga que, na semana passada, a premiada cozinheira trouxe à Europa.

Durante o Rock in Rio, em setembro, a vigilância sanitária carioca apreendeu os queijos de Roberta, alegando que eles não tinham os selos necessários para serem comercializados. Sudbrack nega, e alega que a legislação brasileira prejudica os pequenos produtores que, segundo ela, são a essência da gastronomia brasileira.

"Comida no lixo, a morte do cozinheiro"

A chef levou o caso ao Fòrum Gastronòmic, um dos mais importantes encontros de chefs e cozinheiros da Europa, que aconteceu na cidade de Girona, na Catalunha.

“Vivemos esse episódio lamentável (do Rock in Rio). E isso revela que é uma lei que precisa ser mudada, porque ela é de 1950, e a estrutura para a circulação de alimentos naquela época era muito mais precária. Hoje em dia a realidade é outra. E também tem o lado humanitário. Jogar uma tonelada de comida no lixo, comida boa e feita com cuidado e segurança alimentar, é a morte para um cozinheiro. Por isso, agora não dá mais para parar de lutar. Eu não vou parar enquanto não sentir que isso mudou”, explica Roberta.

Centenas de queijos brasileiros

No Fòrum Gastronòmic, Roberta descobriu que a produção artesanal de queijos espanhóis e franceses seguem os mesmos parâmetros dos produtores do Brasil, onde já são produzidos cerca de 400 tipos de queijos diferentes - na França, o país dos queijos, são cerca de 1.000, segundo o governo francês.

“A grande mensagem que a gente quis passar aqui é que a voz da gastronomia brasileira é o pequeno produtor, o pequeno produto. A gente tem hoje 400 tipos de queijos em 15 microrregiões do Brasil, o que para mim também foi uma surpresa”, revela a chef.

Fechou restaurante sofisticado depois de 11 anos de sucesso

Uma das mais importantes chefs do Brasil, Sudbrack foi eleita no ano passado a melhor chef da América Latina pela premiação da revista britânica Restaurant, considerada uma espécie de Oscar da gastronomia. No início do ano, porém, ela decidiu fechar seu restaurante do Rio, que tinha uma estrela Michelin, em busca de uma forma mais acessível de levar sua cozinha ao público.

“Fechamos o restaurante quando ele estava bem. Mas, ao mesmo tempo, a forma do restaurante já não me agradava. Por outro lado, eu não tenho nenhum problema com o conteúdo, que são as minhas pesquisas com ingredientes como o quiabo e o chuchu. Agora, estamos finalizando um novo projeto, mas com muita tranquilidade. Eu gosto de dizer que voltei a ter felicidade na cozinha, e isso não tem preço. Vamos estar muito conectados com a questão da pesquisa”, conclui Roberta Sudbrack.

“Aplicativo reduziu em 75% a minha perda de tempo na porta da escola”, diz Leo Gmeiner, cofundador do Filho sem Fila.

"Podemos nos afogar nas paisagens brasileiras", diz pintora francesa Guillaine Querrien

"O Brasil pode competir de igual para igual com os maiores ecossistemas de inovação do mundo", diz empreendedor brasileiro

"Há uma grande correlação entre música erudita e popular", diz cantora Rany Boechat

“Há um projeto de destruição do ensino superior público no Brasil”, denuncia professora da UERJ

Tite destaca lado humano de Neymar e diz: "Tem visibilidade grande, muitas vezes vão invejar, falar mal"

"Transformamos a China de concorrente a mercado para nossos calçados", conta Roberta Ramos

Pesquisadora traça paralelo entre os períodos pré-64 e pré-impeachment de Dilma

“Cinema independente tem mais espaço para produção de mulheres”, diz pesquisadora da Sorbonne

"É fundamental que Lula seja candidato em 2018", diz Bresser Pereira, ex-ministro de FHC

"Catequismo da luta anticorrupção estimula protagonismo do Judiciário no Brasil", diz especialista

“Nós vendamos o público para tentar curá-lo da cegueira do Outro”, diz encenador de Cidade Cega

"Cinema precisa rever seus privilégios no Brasil de hoje", diz Marcelo Caetano

“Escrever já é uma resistência”, defende poeta Ana Elisa Ribeiro em Paris

Brasileiro Lucas Guimaraens é curador convidado da Bienal de Poetas na França