rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Catalunha Separatista Carles Puigdemont Prisão Justiça Política

Publicado em • Modificado em

Ex-líder separatista da Catalunha, Puigdemont é preso na fronteira alemã

media
O ex-presidente da Catalunha destituído pelo governo espanhol, Carles Puigdemont, chegou na segunda-feira (22) a Copenhague. Tariq Mikkel Khan/Scanpix Denmark via Reuters

O ex-presidente regional catalão Carles Puigdemont foi detido neste domingo (25) na Alemanha, quando cruzava a fronteira procedente da Dinamarca, segundo informações de um porta-voz da polícia alemã.  


"[Carles Puigdemont] foi detido às 11h19 [hora local] por uma patrulha da polícia de trânsito em Schleswig-Holstein", um estado do norte da Alemanha, disse o porta-voz, mostrando um "mandado europeu" de detenção contra ele.

A Justiça espanhola emitiu sexta-feira (23) um mandado de prisão da União Europeia contra Carles Puigdemont e outros cinco líderes separatistas catalães por seu papel na organização do referendo de independência na Catalunha, considerado ilegal por Madri.

O ex-chefe do executivo catalão foi preso após atravessar a fronteira entre Dinamarca e Alemanha, depois de deixar a Finlândia no sábado (24) para regressar a Bruxelas, onde estava exilado.

Puigdemont foi interceptado perto de um trecho da rodovia A7 em Schleswig-Holstein, na fronteira com a Dinamarca. Ele havia fugido para a Bélgica no final de outubro de 2017, logo após a proclamação simbólica da independência pelo Parlamento catalão e subsequente intervenção de Madri, que recuperou a região por decisão do poder central espanhol.

Puigdemont pode receber uma pena na Espanha de até 25 anos de prisão por rebelião e sedição por causa de sua seu responsabilidade na realização do referendo sobre a independência da Catalunha em 1° de outubro de 2017.