rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Espanha Carles Puigdemont Catalunha Prisão

Publicado em • Modificado em

Justiça espanhola retira ordem de prisão internacional contra Puigdemont

media
O juiz espanhol decidiu nesta quinta-feira retirar a ordem internacional de prisão contra o ex-presidente regional da Catalunha Carles Puigdemont REUTERS/Hannibal Hanschke/File Photo

O ex-presidente catalão, Carlos Puigdemont, disse nesta quinta-feira (19) que a decisão da Justiça espanhola de cancelar os mandados de busca contra ele e outros cinco separatistas catalães que fugiram para o exterior mostrava a “inconsistência” do processo.


Em um tuíte, Puidemont pediu para a Justiça espanhola que suspendesse a detenção provisória de outros nove dirigentes independentistas presos na Espanha pelo crime de sedição (revolta contra a ordem pública), em outubro. Segundo ele, o país começaria, desta forma, "a agir como a justiça europeia”.

Nesta quinta-feira (19), o Supremo Tribunal espanhol anunciou que recusaria a extradição do presidente catalão Carles Puigdemont, que está na Alemanha, somente por desvio de verba. Na quinta-feira (18), o tribunal alemão de Schleswig-Holstein, declarou que o líder catalão não poderia ser extraditado por rebelião.

A Justiça espanhola também cancelou nesta quinta-feira os mandatos europeus de prisão contra Puigdemont e vários de seus ministros, que poderão circular livremente pela Europa. Mas advertiu que eles serão detidos caso voltem para a Espanha.

Livre na Alemanha

Carles Puigdemont, procurado pela justiça espanhola depois de ter proclamado a independência da Catalunha em outubro do ano passado, fugiu para Bruxelas. Ele foi detido em março na cidade de Schleswig-Holstein, no norte da Alemanha, voltando de uma reunião na Dinamarca. No início de abril, o tribunal da cidade autorizou a libertação de Puigdemont mediante um pagamento de uma fiança de € 75 mil.