rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Eleições 2018 Reino Unido Portugal Bélgica

Publicado em • Modificado em

Bolsonaro vence em Londres, Lisboa e Bruxelas

media
Eleitores se manifestam em frente à Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, onde os brasileiros da capital portuguesa votaram neste 28 de outubro de 2018. Adriana Niemeyer

Jair Bolsonaro (PSL) vence o segundo turno em Lisboa com 64,46% enquanto o candidato Fernando Haddad (PT) obteve 35,53% dos votos válidos. O resultado não é oficial, mas baseado nas contas que os jornalistas fizeram a partir da divulgação dos resultados das 27 urnas da zona eleitoral.


Adriana Niemeyer, correspondente da RFI em Lisboa
Vivian Oswald, correspondente da RFI em Londres
Letícia Fonseca, correspondente da RFI em Bruxelas

A votação nesse segundo turno na capital portuguesa aconteceu sem incidentes, até porque neste turno a segurança interna do prédio da Faculdade de Direito foi reforçada, assim como a presença da Policia local, que foi constante, para evitar confrontos entre os partidários, como aconteceu no 1º turno.

Apesar de ser o primeiro dia de frio e de mudança de horário de inverno, os brasileiros se levantaram cedo e desde às 8 da manhã até as 17 horas deste domingo, os corredores do recinto permaneceram movimentados.

Vale lembrar que Lisboa tem mais da metade dos eleitores de todo o país, com cerca de 21.000 dos 40.000 inscritos em Portugal. As demais zonas eleitorais estão no Faro e no Porto.

Portugal é o terceiro país no mundo com o maior número de eleitores no estrangeiro, ficando atrás dos Estados Unidos e do Japão.

Londres

O candidato do PSL também venceu a eleição na diáspora brasileira no Reino Unido com 61,38% dos votos válidos apurados na capital britânica. Foram 5.159 dos 8.405 votos válidos.

Dados afixados na porta da Embaixada Brasileira en Londres mostram que 9.057 brasileiros votaram no segundo turno da eleição presidencial. Apesar do movimento intenso de pessoas na fila para a votação no início da manhã, menos eleitores compareceram às urnas nesse domingo. Foram 658 a menos.
 

Há 25.885 eleitores inscritos em todo o país, que, além da Inglaterra, inclui Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Em 2014, eram 16.000 inscritos. O Reino Unido é o quarto maior colégio eleitoral no exterior (fica atrás de Boston, Miami e Tóquio) e o maior da Europa. No primeiro turno, 9.715 pessoas votaram.

No primeiro turno, Bolsonaro obteve 51,29% dos votos. Foram 4.797 dos 9.353 votos válidos. Em seguida, vieram Ciro Gomes, com 20,76% e Fernando Haddad com 10,96%.

Neste segundo turno, brancos e nulos ficaram com 658, quase o dobro de brancos e nulos apurados no primeiro turno.

Os números foram calculados pela RFI com base dos resultados das 33 urnas apuradas em Londres afixados na porta da Embaixada. Os números oficiais serão confirmados pelo TRE após o fim da votação no Brasil.

Bruxelas

Em Bruxelas, Bolsonaro ficou com 60,7% dos votos válidos (excluindo brancos e nulos) e Haddad com 39,3%. Foram 1.863 votantes na capital belga. Os votos válidos somaram 1.799.