rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Brexit Reino Unido União Europeia Donald Tusk

Publicado em • Modificado em

Brexit: período de transição pode durar até 2022

media
A primeira-ministra britânica Theresa May e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, se reuniram para discutir os projetos de acordo sobre o Brexit, na sede da CE em Bruxelas, na Bélgica, em 21 de novembro de 2018 REUTERS/Yves Herman

A União Europeia (UE) e o governo britânico decidiram que o período de transição previsto depois da saída do Reino Unido, em 29 de março de 2020, pode se estender até o final de 2022, dois anos a mais do que o inicialmente programado. A informação está no projeto de acordo, revelado nesta quinta-feira (22).


O texto do acordo, que consolidará a saída do Reino Unido do bloco, representa o ponto de partida nas negociações da futura relação comercial entre os britânicos e europeus, anunciou o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

Segundo o projeto de 26 páginas, "a declaração estabelece os parâmetros para uma associação ambiciosa, ampla, profunda e flexível nos âmbitos da cooperação comercial e econômica, incluindo a política externa, a segurança e a defesa, e cooperação em termos mais amplos."

A União Europeia e o Reino Unido também chegaram à conclusão de que o período de transição, previsto depois da saída do Reino Unido em 29 de março, pode se estender até o final de 2022, dois anos a mais do que o inicialmente programado.

Em 1° de julho de 2020, ambas as partes deverão decidir se prolongarão em até dois anos o período de transição previsto inicialmente até 31 de dezembro de 2020. Até lá, eles também vão decidir sua futura relação comercial, política e de segurança, segundo o documento.

Premiê britânica fará discurso nesta quinta-feira

O governo britânico anunciou, por sua vez, que a primeira-ministra Theresa May fará um discurso diante o Parlamento nesta quinta-feira (22) para falar sobre o acordo provisório. A premiê volta a Bruxelas no sábado (24) para dar continuidade às negociações.

Depois do anúncio do projeto, a libra esterlina subiu mais de 1% frente ao dólar. A moeda britânica era negociada a £ 1,2917 em relação ao dólar, contra £ 1,2778 na quarta-feira. A libra não conseguiu, entretanto, recuperar o nível anterior da quinta passada, depois da demissão de vários membros do governo britânico devido ao Brexit.

(Com informações da AFP)