rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Naufrágio Budapeste Hungria

Publicado em • Modificado em

Polícia da Hungria investiga naufrágio que matou ao menos 7 sul-coreanos em Budapeste

media
Equipes de resgate procuram sobreviventes do naufrágio do "Mermaid" na noite de quarta-feira (29) no rio Danúbio, em Budapeste. REUTERS/Bernadett Szabo

A polícia húngara anunciou nesta quinta-feira (30) que abriu uma investigação criminal sobre um dos piores naufrágios no país. Um barco que transportava turistas sul-coreanos afundou na noite de quarta-feira (29) após uma colisão com outra embarcação no rio Danúbio, em Budapeste. Ao menos sete pessoas morreram e 21 seguem desaparecidas.


Segundo o coronel Adrian Pal, a polícia realiza uma investigação no local em que o barco "Mermaid" naufragou. Em coletiva de imprensa, as autoridades húngaras exibiram imagens das câmeras de segurança de uma das pontes perto de onde as embarcações colidiram. "O barco afundou em sete segundos", afirmou Pal.

As buscas por sobreviventes continuam nesta quinta-feira nas águas do rio Danúbio. Há dias a Hungria é castigada com chuvas torrenciais, o que dificulta o trabalho dos serviços de socorro e diminui as chances de se encontrar pessoas em vida.

33 sul-coreanos na embarcação

De acordo com o ministério das Relações Exteriores sul-coreano, 33 cidadãos do país estavam a bordo da embarcação. Sete pessoas foram resgatadas. Entre os passageiros estava uma menina de seis anos, que ainda não foi encontrada. Na embarcação também se encontravam dois húngaros, membros da tripulação.

"Sete pessoas foram hospitalizadas em situação estável com hipotermia", afirmou Pal Gyorfi, porta-voz dos serviços de resgate da Hungria.

Mihaly Toth, porta-voz da empresa proprietária do barco, garantiu à agência de notícias húngara MTI que a embarcação não tinha problemas técnicos. "Era um passeio turístico de rotina. Não sabemos o que aconteceu. As autoridades estão investigando. Só sabemos que afundou rápido", declarou.

De acordo com a imprensa local, o barco de turismo, de 26 metros, naufragou após uma colisão com outra embarcação, no trecho do rio Danúbio diante do Parlamento húngaro, por volta das 22h local (17h de Brasília). Uma testemunha afirmou ao portal de notícias Index.hu que o "Mermaid", que tem capacidade para 60 passageiros, foi atingido por um navio de cruzeiro de grande porte, mas as autoridades húngaras não confirmaram a informação.

O barco foi encontrado após várias horas de buscas, próximo à ponte Marguerite, que liga a cidade antiga - Buda - ao distrito de Peste. Devidos às chuvas, o rio Danúbio registra fortes correntes e a embarcação foi levada para longe do local do incidente.

Autoridades reagem

O presidente sul-coreano, Moon Jae-in, determinou "o emprego de todos os recursos disponíveis" para os trabalhos de resgate, informou seu gabinete. A ministra sul-coreana das Relações Exteriores, Kang Kyung-wha, deve chegar nesta quinta-feira a Budapeste. Uma equipe de regaste da Coreia do Sul também foi enviada ao local.

O ministro húngaro da Saúde, Ildiko Horvath, visitou o local e prestou condolências às famílias das vítimas.