rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Brasil-Mundo
rss itunes

Mídia Ninja aterrissa em Lisboa

A Mídia Ninja, que nasceu no Brasil, atravessou o oceano e abriu a sua primeira Casa em Lisboa no começo de julho. Eles ocupam o espaço cultural Todo Mundo, que cedeu as suas instalações para que o grupo possa atuar na capital portuguesa. Apesar do pouco tempo desde a abertura, várias personalidades e artistas já passaram por lá para dar apoio ao projeto. Felipe Altenfelder, co-fundador da Mídia Ninja recebeu a RFI para contar como foi esse primeiro voo transcontinental.

“Narrativas independentes, jornalismo e ação. Ninja, mídia Ninja…” essa é a definição que Felipe nos dá sobre o modelo de mídia. Segundo ele, é uma rede de comunicação - talvez seja a maior da América Latina- que ganhou muito destaque durante a cobertura das manifestações de 2013 no Brasil. Naquele momento, acontecia um fenômeno político completamente novo. “E a velha mídia construiu uma representação muito frustrante daquele tecido social que era diverso; e as pessoas frustradas foram para as mídias sociais buscar uma fonte alternativa. E nós estávamos ali na hora certa e no lugar certo, viralizou e se transformou num dos principais veículos que fazem hoje parte de um campo de resistência democrática com o contexto político, que nos foi imposto, desde o golpe da Dilma até a eleição de Bolsonaro” afirma.

A inauguração da Casa Ninja Lisboa contou com a presença de Caetano Veloso, do ex-deputado Jean Willys e da escritora portuguesa Inês Pedrosa. Mas também já estiveram na Casa a atriz Elisa Lucinda, a apresentadora Bela Gil acompanhada do pai Gilberto Gil e outras personalidades da cultura e da política de Portugal.

“São artistas de massa das mais variadas linguagens, que se descobriram ativistas e passaram a fazer parte desta luta. Viram na Mídia Ninja uma referência, um ponto de segurança e de credibilidade. Para se pautar, para adquirir informações… A gente tem lutado e caminhado lado a lado com essas grandes figuras. É uma honra, uma felicidade para nós”, explica o jornalista sobre os eventos programados pela Casa que tem tido um público numeroso, também graças ao apoio de personalidades famosas do mundo da cultura.

Lisboa é primeiro passo internacional

Felipe nos explica o porquê da escolha de Lisboa como primeira etapa para o voo internacional da Mídia Ninja.  Para ele, Lisboa é uma cidade muito interessante por tudo que vive, pela experiência do governo de esquerda, a “Geringonça”. Uma cidade que está situada num ponto de passagem, numa rota forte de pessoas do mundo inteiro; e uma cidade estratégica para partir de uma conexão com o Brasil e também fazer uma ponte entre a América Latina e a África. “ A gente entendeu que Lisboa estava do tamanho da nossa perna para dar esse salto agora e começar essa jornada em outros continentes. Agora é deixar as melhores impressões possíveis, fazer a maior troca de conexões e articulações para que daqui, salte para a África, Nova Iorque… quem sabe um dia na Ásia”, idealiza.

Ele vê com orgulho o sucesso da experiência lusitana: “É muito legal ver essas conexões fluindo de forma orgânica. É interessante porque isso também gera uma agitação, um barulho e uma repercussão. O que temos sentindo aqui é que essa tecnologia social, surgida no Brasil e construída a partir de princípios e valores solidários, coletivos e colaborativos tem tudo para ganhar o mundo e ajudar cada vez mais gente a ter ferramentas na mão e estar empoderado para contar a sua própria história”

Jovem ativista indígena brasileira participa da Cúpula do Clima da ONU

Atacado pelo governo de Bolsonaro no Brasil, educador Paulo Freire é celebrado na Suíça

Navio-escola Brasil atraca pela primeira vez em Israel com maior turma de aspirantes da história

Instituições brasileiras que combatem a cegueira ganham destaque com prêmio na Europa

Estudo de cientista brasileira sobre ligação entre células inova no combate de várias doenças

Israel: brasileira ensina hebraico online para recém-chegados e fãs do Velho Testamento

Empresária brasileira aposta em brigadeiros para conquistar consumidores israelenses

Em Portugal, brasileiros são os imigrantes que mais recorrem a programa de retorno ao país de origem

Brasileiros expatriados criam canais nas redes sociais com dicas sobre viver em Portugal

Cineasta brasileiro apresenta filme sobre ator uruguaio George Hilton em festival de Milão

Jovem talento de Paraisópolis tem experimento testado em parceria com a Nasa

Estilista Napoleão César celebra carreira na Itália com explosão de cores

Visão modernista do paisagista Burle Marx é destaque em exposição em Nova York

Brasileiro de 13 anos é primeiro sul-americano no principal concurso de violino do mundo

Brasil disputa mercado de locações de filmagens em Hollywood, mas ainda é pouco competitivo

Forró vira mania em Portugal e brasileiros investem no mercado do baião

Nacionalismo dos húngaros leva cineasta brasileiro a produzir filme na Alemanha