rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Greta Thunberg Nova York Mudanças Climáticas

Publicado em • Modificado em

Greta Thunberg chega a Nova York de veleiro após 15 dias de travessia

media
Veleiro no qual viajou a jovem ativista sueca Greta Thunberg chega a Nova York nesta quarta-feira, 27 de agosto de 2019, após 15 dias de viagem. Twitter Greta Thunberg

A jovem ativista sueca contra o aquecimento global, Greta Thunberg, de 16 anos, anunciou nesta quarta-feira (27) sua chegada a Nova York. Contrária ao uso de avião, ela cruzou um veleiro "zero carbono" por 15 dias.


"Terra! As luzes de Long Island e a cidade de Nova York à frente!", escreveu Thunberg em sua conta no Twitter depois de viajar 3.000 milhas náuticas entre o sul da Inglaterra e a cidade americana.

A ativista disse depois que o veleiro já ancorou em frente a Coney Island, a famosa praia de Nova York com um enorme parque de diversões, e que a tripulação deve passar pela alfândega e pela imigração.

Greta Thunberg viajou para Nova York para participar de uma cúpula da ONU sobre Ação Climática no final de setembro.

Ela se recusa a viajar de avião devido às altas emissões causadas pelas viagens aéreas.

Barco do filho de Caroline de Mônaco

Pierre Casiraghi, filho da princesa Caroline de Mônaco, ofereceu então à jovem ativista um barco de forma gratuita para a viagem.

O "Malizia II", um veleiro de 18 metros de comprimento capitaneado pelo próprio Casiraghi e pelo marinheiro alemão Boris Herrmann. O barco está equipado com painéis solares e turbinas submarinas que geram a eletricidade necessária para alimentar os instrumentos de navegação, o piloto automático, os equipamentos de dessalinização e um laboratório para medir o nível de CO2 das águas.

A jovem ativista escreveu sobre cada dia da viagem em seu Twitter. Ela conta, por exemplo, que eles enfrentaram ventos fortes que atrasaram em algumas horas a previsão inicial de chegada a Nova York.

Durante a travessia, ela continuou o seu ativismo, apoiando, por exemplo, a 53ª semana de paralisação de estudantes na Suécia, às sextas-feiras, pelo clima, movimento que ela começou em 20 de agosto de 2018.

Greta Thunberg também planeja viajar ao Canadá, México e Chile para outras conferências.