rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

União Europeia Brexit Boris Johnson Reino Unido

Publicado em • Modificado em

O que está em jogo não é um jogo estúpido, mas o futuro da Europa, diz UE a Boris Johnson

media
O premiê britânico Boris Johnson, em 3 de outubro de 2019, em frente à sua residência oficial. REUTERS/Henry Nicholls

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, acusou nesta terça-feira (8) o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, de brincar com o futuro da Europa e do Reino Unido, com sua tentativa de atribuir a culpa aos europeus por um eventual fracasso das negociações do Brexit. As tensões entre o bloco europeu parecem ter chegado a um nível máximo, mas o premiê parece mais inclinado a acusar do que a negociar. Segundo especialistas, a possibilidade de um acordo estaria mais distante do que nunca.


"Boris Johnson, o que está em jogo não é ganhar um jogo estúpido de culpa. O que está em jogo é o futuro da Europa e do Reino Unido, assim como a segurança e interesse de nossos cidadãos", tuitou Tusk em uma mensagem ao premiê britânico, que havia sido convidado pelo bloco a modificar pontos problemáticos da saída do Reino Unido da União Europeia.

A 23 dias do Brexit, as discussões entre europeus e britânicos continuam em Bruxelas. O tempo está se esgotando porque é necessário encontrar um acordo até o final da semana, para ser submetido às reuniões dos líderes europeus na capital belga, na próxima semana.

Mas já é anunciado que um acordo sobre o Brexit seria "extremamente improvável". Essa é a conclusão que o gabinete do primeiro-ministro britânico tira após uma entrevista por telefone entre a chanceler alemã Angela Merkel e Boris Johnson. Berlim confirma que esta ligação foi feita sem revelar o conteúdo das discussões.

A fronteira entre as duas Iralndas ainda é problemática

O chefe do governo britânico não fez alterações consideradas satisfatórias em seu plano para o Brexit apresentado na semana passada. Os europeus consideram "problemáticas" as propostas de controle aduaneiro entre a província britânica da Irlanda do Norte e a República da Irlanda.

No entanto, a Comissão Europeia se recusa por enquanto a falar do fracasso das negociações. Michel Barnier, o negociador europeu, planeja informar amanhã os membros da Comissão sobre o estado das discussões com Londres.