rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Barcelona Catalunha Protestos Manifestação

Publicado em • Modificado em

Mais de meio milhão de independentistas fazem protesto gigante em Barcelona

media
Manifestação gigante dos catalães no Paseo de Gracia, em Barcelona, em 18 de outubro de 2019. REUTERS/Rafael Marchante

Cerca de 525.000 pessoas se manifestaram em Barcelona nesta sexta-feira (18) contra a condenação dos líderes da independência catalã a longas penas de prisão pelos tribunais espanhóis. Eles foram condenados pelo papel desempenhado na tentativa de secessão de 2017. Os números da manifestação gigante são da polícia municipal de Barcelona.


O protesto foi o ápice de uma semana de mobilização violenta contra as penas de nove a 13 anos de prisão pronunciadas contra nove separatistas catalães, incluindo vários membros do ex-governo regional, demitidos após a fracassada tentativa de rebelião.

Antecipando quaisquer conflitos, o governo espanhol enviou mais 200 policiais para a região, que foram adicionados aos mais de 2.000 já enviados como reforço na semana passada, segundo a correspondente da RFI em Barcelona, ​​Elise Gazengel.

Clássico adiado

Sinal da gravidade da situação, a Federação Espanhola de Futebol decidiu adiar, devido a esses distúrbios, o famoso Classico, a partida tradicional entre FC Barcelona e Real Madrid, marcada para 26 de outubro. Os sindicatos convocaram nesta sexta-feira uma greve geral e os separatistas, envolvidos desde quarta-feira em "marchas da liberdade", convergiram para a capital catalã desde o início da manhã.

As marchas desta sexta-feira, onde famílias com crianças em seus carrinhos de bebê desfilaram ao lado de ciclistas empurrando suas bicicletas e manifestantes envoltos na bandeira catalã, aconteceram sem nenhum incidente significativo. Jovens com o rosto mascarado atiraram pedras na polícia no final da tarde em uma das ruas da cidade.

As pessoas se reuniram ao longo das principais avenidas de Barcelona para aplaudir os manifestantes. Várias ruas de Barcelona foram fechadas para o tráfego e o metrô e os trens regionais reduziram sua presença devido à greve. Os manifestantes bloquearam o acesso à Sagrada Família, a basílica inacabada de Antonio Gaudi, no centro da cidade, e o prédio, muito visitado pelos turistas, foi fechado ao público.

Atualmente, a cidade de Barcelona avalia em mais de € 1,5 milhão os danos causados pelos protestos​​desde segunda-feira. Os manifestantes queimaram até agora cerca de 700 contêineres de latas de lixo municipais.