rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Grécia Imigração Imigração ilegal

Publicado em • Modificado em

Polícia grega encontra 41 migrantes em caminhão frigorífico

media
Os imigrantes, a maioria afegãos, foram encontrados dentro de um caminhão em uma estrada no norte da Grécia (Foto: Reuters)

A polícia grega anunciou nesta segunda-feira (4) ter descoberto por acaso 41 migrantes, a maioria afegãos, escondidos dentro de um caminhão frigorífico que circulava na rodovia Egnatia, no norte do país.


De acordo com os policiais que encontraram os migrantes, eles não estavam feridos mas apresentavam problemas respiratórios -sete deles foram hospitalizados. O sistema de resfriamento do compartimento estava desligado. A descoberta aconteceu durante uma blitz perto da cidade de Xanthi. Um segundo indivíduo de origem turca conseguiu escapar e continua sendo procurado pelas autoridades, segundo o site de notícias local xanthinews.gr.

Xanthi é uma cidade no norte da Grécia, localizada a poucos quilômetros da região fronteiriça de Evros, que separa a Grécia da Turquia. O local é o ponto de passagem favorito dos contrabandistas desde a assinatura do acordo UE-Turquia em 2016, que prevê a retenção dos migrantes em solo turco, e do reforço das patrulhas navais no mar Egeu.

A Grécia vive uma onda migratória sem precedentes desde 2015. Cerca de um milhão de pessoas entraram na Europa atravessando a fronteira entre o país e a Turquia. Aproximadamente 34.000 refugiados e candidatos ao asilo político aguardam a análise de sua situação em acampamentos situados perto das ilhas do mar Egeu, nas proximidades da fronteira turca.

Prisões no Vietnã

Paralelamente, no dia 23 de outubro, 39 mortos migrantes foram encontrados mortos congelados em um caminhão frigorífico, perto de Londres. Nesta segunda-feira, a polícia vietnamita prendeu oito pessoas suspeitas envolvidas no drama. As autoridades da província de Nghe An, no centro do país, região de origem de várias das vítimas afirmaram que os detidos integram redes de coiotes, que atuam no tráfico de seres humanos.

Já no Reino Unido, o motorista do caminhão, da Irlanda do Norte, foi indiciado por homicídio culposo, lavagem de dinheiro e complô favorecendo a imigração ilegal. Outras três pessoas foram presas e liberadas sob fiança pela polícia britânica. Os 39 migrantes ainda não foram oficialmente identificados, mas são provalvemente de origem vietnamita e tinham passaportes