rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Morreu o comediante Jerry Lewis aos 91 anos.

Casamento Gay François Hollande Paris Protestos

Publicado em • Modificado em

Multidão vai às ruas em Paris para protestar contra casamento gay

media
Manifestantes contra o casamento gay vão às ruas em Paris, neste domingo. REUTERS/Benoit Tessier

Centenas de milhares de pessoas vindas de toda a França participam do protesto gigante em Paris neste domingo contra o projeto de lei que prevê a legalização do casamento entre duas pessoas do mesmo sexo e a adoção de crianças por casais gays. Os organizadores falam em 800 mil pessoas, mas a polícia sugere um número em torno de 340 mil participantes.


A demonstração teve apoio da direita, da extrema-direita, da igreja católica e da comunidade muçulmana na França. O objetivo era uma demonstração de força sobre o presidente francês, François Hollande, para pressioná-lo a rever o projeto de lei ou concordar com um referendo. Mas o líder socialista deixou claro que vai manter sua promessa de campanha pelo casamento gay, causa que ele defende pessoalmente.

As passeatas tiveram três pontos de partida às 13h de Paris (10h de Brasília), em direção a uma grande concentração no Campo de Marte, diante da Torre Eiffel. Segundo uma pesquisa de opinião recente, a maioria dos franceses, 56%, é a favor ao casamento homossexual. No entanto, a questão da adoção de crianças por casais do mesmo sexo tem aprovação menor e dividida, de 50%.

Várias estações de metrô nas proximidades dos locais de partida e chegada das passeatas foram fechadas e ônibus tiveram trajetos desviados. Cerca de 900 ônibus e cinco trens de alta velocidade foram reservados para trazer manifestantes de outras cidades.

O rosa e as cores da bandeira francesa – azul, vermelho e branco - predominam entre os manifestantes. Eles carregam faixas com frases como “Todos nascidos de um homem e de uma mulher” e gritam frases como “Não mexa no casamento, cuide do desemprego” ou “Um pai e uma mãe são complementares”.