rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

França História Família Real Napoleão

Publicado em • Modificado em

Leilão na França põe mais de mil objetos pessoais de Napoleão à venda

media
Chapéu de Napoleão será leiloado neste final de semana na França. REUTERS/Charles Platiau

No próximo final de semana, a casa de leilões Osenat colocará à venda cerca de dois mil objetos de Napoleão I. A coleção, que pertence ao principado Mônaco, pode receber lances milionários.


O maior leilão de objetos de Napoleão I acontece nos próximos dias 15 de 16 de novembro em Fontainebleau, cidade a 80 km de Paris. Entre os mil objetos a serem leiloados, estão uma arma de caça que pertencia o imperador, estimada em € 45 mil (R$ 144 mil), espadas, pantufas, um busto de mármore de Napoleão e vários itens que fazem parte do acervo real de Mônaco. Entre os itens mais cobiçados, estão o famoso chapéu que pode ser arrematado por € 1 milhão, estimam os organizadores do leilão.

Para os amantes de relíquias da história francesa, porém, a imprensa francesa ressalta que nem todas as peças tiveram a autenticidade confirmada. Na verdade, entre os mil objetos que vão a leilão, 120, segundo historiadores, teriam sido realmente usados por Napoleão. Entre eles, apenas 19 foram autenticados. Em 2008, um outro chapéu de Napoleão foi doado ao Museu de Belas Artes de Montreal por Ben Weider, um dos maiores colecionadores de objetos do imperador francês.

Leilão atrai a atenção de colecionadores do mundo todo

Mas, para os leiloeiros, o mito de Napoleão supera qualquer dúvida sobre a origem dos artigos e deve atrair colecionadores do mundo todo. “Será que existe no mundo um homem que desperte tanta paixão quanto Napoleão? Odiado, adorado, esse pequeno homem com um destino excepcional não deixa ninguém indiferente”, argumenta Jean-Claude Dey, especialista no período napoleônico e um dos consultores do leilão.