rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Acordo do Brexit recebe apoio preliminar do Parlamento britânico

Burca Polêmica Ramadã

Publicado em • Modificado em

Gisele Bündchen causa polêmica ao usar burca para ir a clínica de cirurgia plástica em Paris

media
Gisele Bündchen usando burca em Paris

O jornal norte-americano New York Post revelou esta semana, com fotos, que a modelo Gisele Bündchen e sua irmã Rafaela usaram burcas como disfarce para entrar e sair de uma clínica de cirurgia plástica em Paris no último dia 15 de julho, durante o Ramadã, o mês sagrado dos muçulmanos.


A atitude da modelo, que teria operado os seios e os olhos, provocou polêmica entre os muçulmanos. Além disso, é proibido usar a burca em locais públicos na França.

Entrevistado pela publicação, o imã Imam Muhammad Abdullah Kamal Al-Azhari, do Centro Islâmico Astoria, em Nova York, considera que a ação da modelo foi "muito ruim". "Ela não está fazendo isso pelo islã. Ela vestiu uma peça sagrada por um mau motivo", afirmou.

"Burca não é disfarce"

Shazia ­Raheel, do centro Islam Fashion, disse que a atitude "desrespeitou o islã". "A burca é uma vestimenta religiosa. Não é um disfarce para ir ao médico", disse.

"É algo quase cômico", opinou Daisy Khan, do grupo Wise Muslim Women, lembrando que a burca já foi usada de maneiras piores, como disfarce para terroristas.

O New York Post reconheceu Gisele por seu motorista particular, pelo carro e pela bolsa que estava usando.