rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

França Laurent Fabius Dívida

Publicado em • Modificado em

Filho de chanceler francês acumula dívida milionária por jogos em Las Vegas

media
O ministro das Relações Exteriores francês Laurent Fabius nesta sexta, em Viena. REUTERS/Leonhard Foeger

A justiça de Nevada, nos Estados Unidos, emitiu um mandado de prisão contra o filho do ministro das Relações Exteriores da França, Laurent Fabius, por causa de dívidas de US$ 3,5 milhões gastos em hotéis e cassinos de Las Vegas. A farra de Thomas Fabius no paraíso dos jogos durou dois dias, entre 15 e 16 de maio de 2012, justamente quando seu pai assumia o cargo de ministro das Relações Exteriores da França.


No total, Thomas distribuiu nove cheques sem fundos em três diferentes hotéis e casinos. O mandado de prisão contra Thomas, que é acusado de roubo e emissão de cheques sem fundos, é válido apenas no estado de Nevada e não para outras regiões dos Estados Unidos.

Conhecido na França como um jogador compulsivo, Thomas Fabius, de 34 anos, acumula problemas também com a justiça francesa. Em fevereiro de 2012, o filho mais velho do chanceler francês perdeu € 2 milhões no Casino de Monte Carlo, no Principado de Mônaco. Na época, ele gastou € 13 milhões com jogos.

Longo histórico

Dois juízes de Paris investigam esse dívida milionária no Principado de Mônaco e também sobre o financiamento de um luxuoso apartamento de quase 300 metros quadrados que custou mais de € 7 milhões em um dos bairros mais caros da capital francesa. Tudo isso declarando ao Fisco francês ganhar, por ano, apenas € 12 mil.

Há quatro anos, seu banco, Société Générale, entrou com um processo por falsificação e fraude. Ele teria enviado um email, supostamente redigido pelo banco, de um valor de € 200 mil para pedir crédito a um cassino de Marrakech, no Marrocos. O ministério francês da Economia também investiga transações duvidosas de Thomaz de € 8 milhões com Macao, outro conhecido paraíso dos cassinos na Ásia.