rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

França Avalanche Alpes

Publicado em • Modificado em

Avalanche deixa três mortos nos Alpes franceses

media
Equipes de resgate trabalham na estação de esqui de Deux Alpes, em Isère. France Bleu

Uma avalanche nos Alpes franceses nesta quarta-feira (13) deixou pelo menos três mortos e três feridos graves, de acordo com um balanço provisório das autoridades locais. O deslizamento atingiu um grupo de estudantes de Lyon, que visitavam Isère com seu professor. Dois estudantes adolescentes e um ucraniano que não pertencia ao grupo morreram no acidente, segundo a polícia.


Segundo o prefeito de Isère, Jean-Paul Bonnetain, às 19h30 todos os estudantes já haviam sido encontrados. "Mas as buscas continuam para termos certeza de que não há outras vítimas além deste grupo", declarou ao jornal Le Parisien. A ministra francesa da Educação, Najat Vallaud-Belkacem, anunciou que se deslocaria na noite de quarta-feira à escola Saint-Exupéry, em Lyon, onde estudavam as vítimas.

Além dos dois estudantes - um rapaz e uma moça -, um ucraniano que não pertencia ao grupo escolar morreu nesta tragédia na estação de Deux Alpes. Outros três esquiadores ficaram gravemente feridos: dois adolescentes que foram resgatados por socorristas com parada cardiorrespiratória, e o professor que os acompanhava, com politraumatismos. Seu estado de saúde ainda não foi revelado.

Em um primeiro momento, as autoridades indicaram que o grupo foi arrastado ao redor das 16h (horário local) por uma avalanche em uma pista fechada na estação de esqui de Deux Alpes, mas as equipes de resgate também procuram outras pessoas que não faziam parte deste grupo. O jornal regional Dauphiné Libéré afirma que a avalancha foi desencadeada a 2.800 metros de altitude - o grupo estaria logo abaixo, a 2.400 metros.

Quatro mortos em 2016

A pista por onde o grupo circulava estava interditada desde o início da temporada, segundo o prefeito. "O professor tomou a iniciativa de levar seu grupo na pista fechada", acusou Bonnetain, em entrevista à BFM TV. Segundo ele, o procurador de Grenoble já abriu uma investigação por "homicídio involuntário". Em nota, o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, expressou sua solidariedade às famílias e disse que a investigação “esclarecerá as circunstâncias desta tragédia”.

A polícia mobilizou um contingente significativo com cães e três helicópteros. Após as primeiras nevascas grandes da temporada, no início de janeiro, as autoridades advertiram contra o risco elevado de avalanches nos Alpes franceses.

A estação de Deux Alpes, na região de L'Oisans (centro-leste da França), eleva-se até 3.600 metros de altitude. Desde o início de janeiro, quatro pessoas morreram em avalanches: dois alpinistas lituanos mortos em 3 de janeiro em Haute-Savoie, um esquiador espanhol e um esquiador checo em 5 de janeiro em Savoie.