rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

"Guerra não é religiosa, é ideológica", diz antropóloga Marion Aubrée

Por Márcia Bechara

O RFI Convida recebe a antropóloga Marion Aubrée, especialista em religiões da América Latina pela Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais de Paris.

A semana que passou marcou a França com o assassinato do padre Jacques Hamel, que morreu degolado por dois jihadistas em sua paróquia de Saint-Etienne-du-Rouvray, na Normandia, no norte da França. Uma cerimônia fúnebre foi organizada nesta terça-feira (2) na catedral de Rouen, cidade a apenas oito quilômetros do local do ataque terrorista.

A França, país de Voltaire e dos filósofos iluministas, pioneiros na defesa do Estado laico, assiste, não sem certo espanto, ao retorno das identidades religiosas à pauta da agenda nacional. Para conversar sobre o assunto, o RFI Convida trouxe a antropóloga Marion Aubrée. Segundo ela, "a guerra não é política, é ideológica e contra os valores democráticos da cidadania".

"Os muçulmanos que se mobilizaram de forma ecumênica nesta semana perceberam muito bem que se trata de proteger a capacidade de viver juntos, respeitando as diferenças", afirmou a antropóloga. "Daesh (o grupo Estado Islâmico) está utilizando a pobreza e os problemas sociais que se desenvolveram na França nos últimos 20 anos, sobretudo dentro da comunidade muçulmana".

"O conceito de Estado laico não significa rejeitar todas as religiões, mas considerá-las uma escolha de ordem pessoal, esta é a base do princípio de laicidade", finalizou Aubrée.
 

“Escrever já é uma resistência”, defende poeta Ana Elisa Ribeiro em Paris

Brasileiro Lucas Guimaraens é curador convidado da Bienal de Poetas na França

"Clarice Lispector é única não só no Brasil, mas no mundo também", diz biógrafo Benjamin Moser

Cláudio Edinger participa da feira Paris Photo com imagens de "Machina Mundi"

“Produzimos 45% de toda a proteína do Brasil sem desmatar”, diz governador do Mato Grosso na China

“Villa-Lobos leva o europeu a se interessar por outros compositores brasileiros”, diz Paulo Meirelles

Brasília se cala sobre a responsabilidade da Samarco na tragédia de Mariana, diz promotor

“Fotos brasileiras interessam cada vez mais mercado da arte”, diz curador em Paris

“Nunca morreram tantas pessoas assassinadas no Brasil”, diz pesquisador

Izabella Borges: "existe uma lenda que literatura brasileira não vende na França"

“Não existe salvador da pátria”, afirma prefeito do PSDB em visita a Paris