rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Paris Poluição veículos

Publicado em • Modificado em

Paris organiza mais uma jornada sem carros nas ruas

media
Ruas de Paris foram tomadas por pedestres e ciclistas, como a praça da Concorde, no centro da capital francesa. Philippe Lopez / AFP

A prefeitura de Paris organizou neste domingo (25) uma jornada sem carros nas ruas da cidade. A operação, que acontece pela segunda vez na capital francesa, visa promover o uso de meios de transporte menos poluentes.


Entre as 11h e 18h os parisienses e os turistas foram convidados a deixar seus carros na garagem e passear pela cidade de bicicleta, patins, patinetes ou a pé. Cerca de 650km de ruas foram fechadas aos veículos motorizados, ou seja, quase metade das vias de Paris. Fora desse perímetro, a velocidade máxima autorizada foi limitada a 20km/h.

Apesar da chuva que caiu durante a manhã, muita gente aderiu ao movimento, que foi ampliado nesta edição, atingindo um maior de bairros. Milhares de pessoas podiam ser vistas andando tranquilamente pela Champs-Elysées, um dos pontos turísticos mais importantes de Paris, mas também uma das avenidas mais movimentadas da cidade.

Outras cidades pelo mundo seguem o exemplo da capital francesa. Nova York organizou sua primeira jornada sem carros em abril. Casablanca e Marrakesh o fizeram em maio passado.

Prefeita quer menos veículos na cidade

A prefeita de Paris, a socialista Anne Hidalgo, quer reduzir o número de veículos poluentes nas ruas da cidade. Ela já havia lançado, no mês de maio, um projeto para que a avenida dos Champs-Elysées seja reservada aos pedestres e ciclistas a cada primeiro domingo do mês. O dispositivo é similiar ao sistema em vigor semanalmente na avenida Paulista, em São Paulo.

Os vereadores também discutem nesse momento um projeto que visa tornar as avenidas às margens do rio Sena, em um trecho de 3km dentro de Paris, restritas definitivamente aos pedestres. A lei, criticada por muitos motoristas, que temem que o fechamento das vias vá congestionar o trânsito nas redondezas, deve ser votado nesta segunda-feira (26).