rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Nasce o terceiro filho do príncipe William, da Inglaterra, e de sua esposa, Kate
Um pulo em Paris
rss itunes

Espetáculos humorísticos e shows contra Marine Le Pen marcam reta final da eleição francesa

Por Silvano Mendes

A última semana da corrida presidencial francesa foi marcada por uma grande mobilização da classe artística. Atores, cantores, cineastas, humoristas e diretores de teatro se uniram para tentar bloquear uma possível vitória da líder da extrema-direita, Marine Le Pen, no segundo turno do pleito, que acontece neste domingo (7).

A mobilização começou logo após o resultado do primeiro turno da eleição, que confirmou a vitória do centrista Emmanuel Macron, seguido da candidata extremista. Mas foi nesta última semana que as manifestações contra Le Pen se intensificaram.

Na terça-feira (2), cerca de mil representantes do mundo das artes realizaram um protesto na Cité de la Musique, a cidade da música de Paris. Intitulado “A Cultura contra a Frente Nacional”, o evento, organizado por associações, federações e sindicatos aconteceu logo após a publicação no jornal Libération de uma tribuna contra Marine Le Pen. O texto havia sido assinado por uma centena de artistas, entre eles Jeanne Moreau, Léa Seydoux e Christian Boltanski.

Cantora brasileira a roqueiro britânico cantam contra Le Pen

Já na noite de quinta-feira (4), cerca de 2 mil pessoas assistiram a um show gratuito na place de la République, no centro de Paris. Além de vários cantores famosos na França, como Mokobé, Carmen Maria Vega e Tété, o britânico Pete Doherty do grupo Libertines, ou ainda Flavia Coelho, uma cantora brasileira conhecida dos franceses, subiram ao palco, onde cantaram e se exprimiram contra Marine Le Pen.

Além dos protestos, a eleição francesa também foi tema de várias peças de teatro e espetáculos humorísticos. Os humoristas aproveitaram o segundo turno para abordar a eleição de forma irônica, quase sempre gozando de Marine Le Pen. Alguns artistas, como Stéphane Guillon e Christophe Alévêque, foram além, e prepararam um show especial para a noite de domingo, na hora da abertura das urnas, para acompanhar e comentar os resultados simultaneamente. 

Paris inaugura primeiro centro de arte digital com exposição de pintores austríacos

Greves na França levantam debate sobre privatização do sistema ferroviário europeu

Imprensa europeia dá crédito a Lula pelas conquistas sociais que promoveu no Brasil

Macron vai na contramão da Europa com escola obrigatória a partir dos 3 anos de idade

Franceses debatem mudanças na lei de bioética e maioria aprova barriga de aluguel

Paris terá marcha e vigília no fim de semana em homenagem a Marielle Franco

Governo francês multiplica ações para favorecer a igualdade de gênero

França vai estipular em 15 anos idade mínima legal para relação sexual

França também celebra carnaval, com polêmica racista e medo de terrorismo

Rio Sena transborda e museus de Paris fecham salas para proteger obras de arte

Catherine Millet diz que adversárias feministas exageram na indignação