rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Astronauta Estação Espacial Internacional (ISS) Thomas Pesquet

Publicado em • Modificado em

Astronautas chegam à Terra após 200 dias em estação espacial

media
O astronauta francês Thomas Pesquet e o russo Oleg Novitski retornaram nesta sexta-feira à Terra após passarem 200 dias na Estação Espacial Internacional (ISS). Facebook//EuropeanSpaceAgency

O astronauta francês Thomas Pesquet e seu colega russo Oleg Novitski retornaram nesta sexta-feira (2) à Terra após passarem 200 dias na Estação Espacial Internacional (ISS).


Pesquet e Novitski se despediram nesta sexta-feira (2) dos dois astronautas - um americano e um russo - que permanecem na Estação Espacial Internacional (ISS), a 400 km da Terra, e se dirigiram para a nave Soyuz MS-03, a mesma que os levou ao espaço na noite de 17 de novembro de 2016.

"Vou sentir falta" da ISS, tuitou o astronauta francês, que falou desta experiência como "a aventura mais intensa" de sua vida. O desacoplamento da Soyuz da base ISS aconteceu às 10h50 GMT (07h50 de Brasília), segundo previsto pelo Centro de Controle de voos espaciais. Segundo imagens ao vivo da Agência Espacial Europeia, a nave, a partir deste momento, se afastou da ISS em direção à Terra.

Primeiro contato do astronauta francês Thomas Pesquet, após chegar à Terra, com o presidente francês Emmanuel Macron, que assistia a descida no Centro Nacional de Estudo Espacial (CNES), em Paris. Reprodução

Os dois astronautas necessitaram de três horas e 20 minutos para "descer" à Terra, aterrissando às 14H10 GMT (11h10 de Brasília), no Cazaquistão. Duas horas e meia depois do desacoplamento da ISS, os motores principais foram ativados durante pouco menos de cinco minutos para a manobra de "desorbitação", segundo a Agência Espacial Europeia. Isso permitiu que a nave Soyuz iniciasse sua descida.

O módulo com os dois astronautas tocou a Terra numa velocidade de 5 km por hora,  no céu azul do Cazaquistão. A cápsula enfrentou temperaturas de até 1.600ºC devido ao atrito da atmosfera com o escudo térmico. Depois de seis meses e meio sem gravidade, os astronautas sentiram o seu peso quadruplicar durante a desaceleração. Quando o módulo tocou enfim o solo da Terra, equipes de recuperação e socorro se dirigiram imediatamente ao local da aterrissagem.As naves Soyuz são, atualmente, o único meio para transportar tripulações à ISS.

Confira a descida da cápsula trazendo os dois astronautas nesta sexta-feira: