rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

França Emmanuel Macron Terrorismo Atentado 14 de Julho

Publicado em • Modificado em

França: preso suspeito que planejava atentado contra Macron em 14 de julho

media
A polícia anunciou a detenção de um homem de 23 anos que havia ameaçado matar o presidente francês Emmanuel Macron durante o tradicional desfile de 14 de julho. Foto de ilustração DOMINIQUE FAGET / AFP

Um homem de 23 anos foi indiciado neste sábado (1), acusado de planejar um atentado terrorista contra o presidente francês Emmanuel Macron durante o tradicional desfile de 14 de julho, quando os franceses comemoram a queda da Bastilha. A informação é do canal de TV francês BFMTV.


O suspeito foi preso em Argenteuil, na região parisiense, pela divisão antiterrorista da polícia. Preso no dia 28 de junho, ele já havia sido condenado em 2016 por apologia ao terrorismo e se descreve como um “nacionalista”.

O homem, desempregado e “psicologicamente instável”, já havia tentado adquirir uma arma de fogo e tinha como alvo o presidente da República e outras minorias. Durante seu interrogatório, além de declarar que queria “atacar” o chefe de Estado no dia 14 de julho, ele não escondeu seu repúdio contra negros, árabes, judeus e homossexuais.

Descoberto na Internet

O suspeito foi descoberto em uma plataforma de videogames na internet. Ele disse aos outros internautas que pretendia comprar um fuzil Kalachnikov para cometer um atentado. De acordo com as primeiras informações, homem integra movimentos de extrema-direita, mas as investigações ainda não concluíram se ele agia sozinho. Nenhuma arma de fogo foi achada em sua casa.

No ano passado, um atentado reivindicado pelo grupo Estado Islâmico deixou 84 mortos e mais de 200 feridos no Passeio dos Ingleses, em Nice, no sul da França, durante a queima de fogos em comemoração ao 14 de julho.

Em 14 de julho de 2002, um militante neo-nazista, Maxime Brunerie, tentou atirar no presidente Jacques Chirac com uma carabina 22 LR, enquanto o chefe de Estado percorria a avenida Champs Elysées em um veículo descoberto.