rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

França Terrorismo

Publicado em • Modificado em

Laboratório clandestino de explosivos é descoberto na periferia de Paris

media
Polícia durante operação de busca em laboratório clandestino em Villejuif, na periferia de Paris. REUTERS/Gonzalo Fuentes

Um laboratório clandestino, no qual estavam estocados produtos químicos e botijões de gás, foi descoberto nesta quarta-feira (6) em Villejuif, na periferia de Paris. Dois homens foram detidos e uma investigação foi aberta pela unidade antiterrorismo.


A polícia foi alertada por um pedreiro que trabalhava em um prédio da região situada ao sul de Paris. Segundo as autoridades, ele teria denunciado a presença de produtos suspeitos em um apartamento.

Ao realizar uma batida no local, a polícia descobriu ingredientes que fazem parte da composição do TATP, um explosivo artesanal usado frequentemente por jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI) em atentados terroristas. Textos escritos em árabe também foram encontrados no apartamento da periferia parisiense

Dois homens, de 36 e 47 anos, sem passagem pela polícia, também foram detidos para averiguação em Kremlin-Bicêtre, uma cidade vizinha de Villejuif. Um deles é o dono do apartamento que escondia o laboratório clandestino.

Explosivo é batizado de “mãe do satanás”

O TATP, batizado pelo grupo Estado Islâmico de “mãe do satanás”, é o mesmo tipo de componente apreendido durante o desmantelamento da célula responsável pelos ataques de 17 e 18 de agosto na Catalunha. Na França, um decreto oficial datando de 31 de agosto obriga qualquer pessoa que queira comprar produtos presentes na composição de explosivos a apresentar seus documentos e justificar o uso dos componentes.

A França continua em estado de emergência até 1° de novembro.