rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

França Terrorismo Polícia Suíça

Publicado em • Modificado em

França e Suíça prendem dez suspeitos de preparar ataques terroristas

media
Dez detidos em operação antiterrorista na França e na Suíça. Imagem de ilustração. PATRICK KOVARIK / AFP

Uma operação antiterrorismo prendeu nesta terça-feira (7) dez pessoas na região metropolitana de Paris, no sudeste da França e na Suíça. Segundo as autoridades, o grupo estaria preparando novos ataques.


De acordo com os investigadores, as dez pessoas - nove homens e uma mulher, com idades entre 18 e 65 anos - faziam parte de um grupo no aplicativo de conversas Telegram, frequentemente utilizado por extremistas islâmicos. Nos diálogos interceptados, os suspeitos "faziam declarações preocupantes", alegam as autoridades.

Nove suspeitos foram presos na região parisiense e sudeste da França e uma pessoa - um homem de 27 anos - foi presa na Suíça, onde a operação teve início. A mulher detida tem nacionalidade colombiana.

A maioria dos detidos já tinha passagem pela polícia. Até o momento, as autoridades não encontraram nenhuma arma, mas computadores e celulares foram apreeendidos.

Suíço liderava o grupo

Iniciadas em 19 de julho, "as investigações permitiram identificar um indivíduo na Suíça muito ativo nas redes sociais", declarou uma fonte judicial. Além disso, "comprovaram que ele mantinha contato com indivíduos residentes na França, com quem discutia projetos de ação violenta", reiterou a mesma fonte.

O homem preso na Suíça também tem relação com um adolescente de 13 anos, suspeito de preparar um ataque com faca. O adolescente foi preso em 20 de junho, um dia antes da Festa da Música, evento popular que marca o início do verão na França. Nascido em setembro de 2003 em Vitry-sur-Seine, na região parisiense, "ele estava pronto para perpetrar o atentado".

Uma foto do jovem segurando um cartaz em que presta juramento ao grupo Estado Islâmico foi encontrada nas redes sociais. Segundo as autoridades, ele é o suspeito mais jovem investigado por um projeto de atentado na França.

Fim do estado de emergência

Os resultados desta operação são divulgados menos de uma semana após a adoção de uma nova lei antiterrorismo na França. Com a entrada em vigor do novo texto, o estado de emergência - adotado depois dos atentados de novembro de 2015 -, foi encerrado.

O novo arsenal jurídico facilita especialmente a atuação da polícia. A nova lei fortalece os poderes das autoridades administrativas e permite o fechamento de locais de culto, como mesquitas, além de reforçar o controle nas fronteiras.