rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Estilista Azzedine Alaïa morre aos 77 anos em Paris

França Museu Emirados Árabes Unidos Louvre

Publicado em • Modificado em

Museu do Louvre de Abu Dhabi será inaugurado nesta quarta-feira

media
O museu do Louvre de Abou Dhabi será inaugurado nesta quarta-feira (8) REUTERS/Satish Kumar

O museu do Louvre de Abu Dhabi, que abre as portas nesta quarta-feira (8) nos Emirados Árabes, é um projeto faraônico que demorou dez anos para ser construído, concebido pelo arquiteto francês Jean Nouvel.


Muriel Maalouf, enviada especial da RFI a Abu Dhabi

O acordo assinado entre a França e os Emirados Árabes em 2007 prevê que a marca Louvre seja emprestada por um período de 30 anos ao museu de Abou-Dhabi. Nos próximos 15 anos, também serão realizadas exposições temporárias, com obras do museu parisiense. O investimento nesse intercâmbio cultural é estimado em € 1 bilhão. "Meu primeiro desejo era que esse museu pertencesse à cultura local. Criei algo que se relaciona à imagem da urbanidade: uma cidade árabe, uma medina, mas em outra escala. O segundo símbolo é o da espiritualidade, representado por uma cúpula branca, mas em proporções pouco habituais. É uma cúpula perfurada", disse o arquiteto Jean Nouvel.

Situado na ilha de Saadiyat, o Louvre árabe é uma cópia em pequena escala do Louvre de Paris. Ele traz obras de vários períodos, já que 13 museus franceses, dos mais clássicos aos contemporâneos cederam peças para o local. Entre eles, Museu d’Orsay, Centre Pompidou ou Quai Branly.

Entre as obras emblemáticas expostas no local, estão La Belle Ferronière, de Leonardo Da Vinci, cedida pelo Louvre parisiense, L’Enfant, de Bellini, que pertencem à coleção do museu, o autorretrato de Van Gogh e o quadro Le Fifre, de Manet.

Arte contemporânea

O espaço dedicado à arte contemporânea é uma mistura de culturas, com obras do artista chinês Ai Weiwei, do senegalense Omar Ba e da saudita Maha Mallula.

“Este é o primeiro museu universal do mundo árabe, que traz um desafio de educação e cultura”, diz Jean-Luc Martinez, presidente do museu do Louvre. “Acompanhando a construção, tive a impressão de estar em Paris em 1889, quando a Torre Eiffel estava em construção”.

A cerimônia de abertura terá a presença do presidente francês Emmanuel Macron e do xeique do país, Mohammed ben Zayed al-Nahyane. O museu abre as portas ao público neste sábado.