rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

França Terrorismo Documento Vítimas

Publicado em • Modificado em

Número de vítimas de terrorismo cai no mundo em 2016

media
Forças sírias atacam grupo EI na Síria em Deir Ezzor AFP

O número de mortos em atentados terroristas caiu em 2016. Porém, mais países foram afetados, segundo dados do Índice de Terrorismo Mundial, divulgado nesta quarta-feira (15). O relatório do Centro de Pesquisas Australiano também mostra um recuo de 22% de vítimas em relação a 2014.


O índice GTI (Global Terrorism Index) foi criado em 2012 e utiliza informações da Global Terrorism Database, uma base de dados da universidade americana de Maryland. Ele mede a evolução dos ataques terroristas em 163 países desde 2000.

O número de mortos diminuiu principalmente em quatro dos cinco países mais atingidos pelo terrorismo: Síria, Paquistão, Afeganistão e Nigéria, que registrou uma queda de 80%, a mais surpreendente, em relação a 2016. Por outro lado, no Iraque, a multiplicação de ataques contra civis pelo grupo Estado Islâmico (EI) representou 38% do total de vítimas do terrorismo. O estudo excluiu a Turquia e Israel.

Europa e EUA registram mais mortes

Na Europa e países desenvolvidos, como os EUA, a tendência é contrária. O ano de 2016 foi o pior desde 1988, com exceção do 11 de setembro de 2001. O enfraquecimento do grupo EI, entretanto, deve inverter essa tendência em 2017, como mostra a análise do primeiro semestre deste ano.

Outra má notícia apontada pelo relatório é que dos 106 países estudados, dois terços deles registraram pelo menos um ataque terrorista. Os autores do documento também chamam a atenção para o risco de combatentes e chefes do EI deixarem a Iraque e a Síria para se juntarem a novos grupos extremistas radicais presentes em outros territórios.