rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Educação França Racismo

Publicado em • Modificado em

Associação francesa pede interdição de canção infantil considerada racista

media
Canção vem sendo ensinada às crianças francesas há anos © Kosan Kulumbaga Okulu

“Chang está sentado, comendo arroz, seus olhos são pequeninos”. A frase foi retirada da canção “Chang, o pequeno chinês”, distribuída numa escola maternal em Aubervilliers, periferia de Paris. A cantiga gerou polêmica na França desde que virou publicação no Facebook e diversos internautas e associações chamam a atenção para o racismo presente nos versos.


A presidente da Associação de Chineses residentes na França publicou na terça-feira (26) uma foto do panfleto contendo a canção, que ela obteve do pai de um aluno da escola, onde podemos ler “Chang ri para mim, enquanto me diz ‘quer provar meus litchis?’”.

“Os pais asiáticos ficaram chocados com o tipo de coisa que ensinam numa sala de aula para uma criança”, escreveu a militante em seu perfil no Facebook.

A organização Les Ateliers du Préau, que atua junto a escolas e que é mencionada no documento, disse que eles não são responsáveis pelo texto. “O professor tinha o direito de escolher as obras musicais que lhe parecessem pertinentes. Nós nunca aprovamos essa cantiga, ele veicula muitos estereótipos”.

Poesia antiga

O jornal francês Le Figaro afirma que a canção é ensinada há mais de dez anos nas escolas maternais. Dominique Sopo, presidente da organização SOS Racismo, protestou no Facebook: “Canção cheia de clichês, que reduz os chineses (e dessa forma, no espírito de muitos, as pessoas de origem asiática) a simples traços limitados”.

“Estamos na França em 2017”, prossegue Sopo. “Um país onde há muitas pessoas de origem asiática. Como podemos aceitar que as pessoas sejam reduzidas a esse tipo de clichê e relacionadas a uma anomalia física que rima sempre com falta de cidadania?”.