rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
A Semana na Imprensa
rss itunes

Nova política de asilo de Macron causa revolta em associações

Por Adriana Moysés

No momento em que o governo francês prepara uma nova lei sobre imigração e direito de asilo, a imprensa semanal chama a atenção para a divisão dos franceses sobre esse tema.

A revista L'Obs chegou às bancas com uma imagem forte do presidente Emmanuel Macron em preto e branco, cara de durão, envolto num cordão de arame farpado, símbolo da crueldade com que seu governo trata migrantes e refugiados. A L'Obs denuncia a arbitrariedade com que o Estado processa os pedidos de asilo, mesmo daqueles que teriam direito ao benefício de acordo com a legislação atual.

Já a revista L'Express mostra que 57% dos franceses não querem saber de acolher novos refugiados. "Ao demonstrar firmeza contra a imigração, Macron marca pontos ao lado da opinião pública", sublinha L'Express.

Algumas situações são chocantes. A L'Obs descreve o caso do afegão Mohammad Basir Ibrahimi. Durante dois anos, ele e outros 150 compatriotas trabalharam para as Forças Armadas francesas no Afeganistão. Ficaram marcados como traidores pelos rebeldes islâmicos talibãs. Quando a França não precisou mais dos serviços desses "ajudantes", Ibrahimi tentou obter asilo, mas teve seu pedido negado. Se permanecesse no Afeganistão, ele seria um homem morto. Por que a França não o acolheu? Segundo a L'Obs, por "cinismo e hipocrisia".

Personalidades denunciam falta de humanidade

Nas páginas da L'Obs, o prêmio Nobel de Literatura Jean-Marie Le Clézio (2008), o presidente da Cruz Vermelha francesa, o arcebispo de Marselha, historiadores, sindicalistas e um grande industrial francês, Louis Gallois, atualmente presidente da Federação dos Atores da Solidariedade (FAS), organismo que auxilia 900 mil migrantes e estrangeiros em situação irregular, condenam o discurso ambíguo de Macron.

O presidente defende acelerar o tempo de análise dos casos para facilitar as deportações, a fim de acolher com mais dignidade aqueles que têm o direito de ficar. As associações denunciam, no entanto, um tratamento desumano e arbitrário dos migrantes, como se fosse possível fazer uma triagem em meio a tantas tragédias pessoais.

No novo projeto de lei sobre o direito de asilo, o governo propõe aumentar de 45 para 90 dias o prazo de detenção dos migrantes nos centros de retenção. A dilatação do prazo vai facilitar a organização das deportações. Em contrapartida, os apátridas receberão uma autorização de permanência de 4 anos, em lugar de 12 meses atualmente. Outra medida criticada é a entrada de agentes nos centros de retenção para controle dos candidatos ao asilo, medida que já entrou em vigor em dezembro.

Apesar do apelo engajado do Nobel de Literatura e de outros atores solidários aos migrantes, uma pesquisa Ifop publicada pela revista L'Express mostra que os franceses apoiam a firmeza de Macron. Seis em cada dez entrevistados defendem o endurecimento da política de imigração; 64% julgam o número de refugiados muito elevado; 60% são contra a concessão do direito de voto aos estrangeiros; 57% querem acabar com o agrupamento de parentes de imigrantes e 66% querem abandonar o Acordo de Schengen, a convenção de abertura das fronteiras e livre circulação de pessoas entre 30 países europeus.

Livreiro espalha ursos de pelúcia em bairro de Paris e cria laços entre vizinhos

Revista conta como artistas húngaros vivem com a política repressiva de Orban

Figurinos de Jean Paul Gaultier para Portela já despertam interesse dos franceses

Revista L’Obs traz matéria sobre o “Fascismo Tropical” de Bolsonaro

Revista francesa traz perfil de vice de Bolsonaro, um “general sinistro”

Com recompensa de US$ 25 mi, líder do grupo EI é o homem mais procurado do mundo

Rival de Merkel consegue se impor como homossexual em partido homofóbico

Qualquer que seja o presidente eleito, será difícil tirar Brasil da crise, diz revista francesa Le Point

Psiquiatras franceses defendem Plano Nacional para tratar distúrbios mentais

Revista revela casos de assédio sexual nos conservatórios musicais da França

Livro mostra como poder econômico compra eleição e enfraquece democracia

Francesa mostra circuito de 200 motéis como atração turística do Rio de Janeiro

Revista L’Obs questiona “o que é ser um homem na era pós #Metoo”