rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

França Calais Migrantes Reino Unido

Publicado em • Modificado em

Londres aceitar contribuir mais para a segurança de Calais

media
Distribuição de alimentos para imigrantes por uma associação em Calais. (12/01/18) PHILIPPE HUGUEN / AFP

O governo britânico anuncia nesta quinta-feira (18) que aumentará em € 50,5 milhões sua contribuição para a manutenção da segurança em Calais, um porto francês por onde passa um grande fluxo de migrantes rumo ao Reino Unido.


Com informações de  Muriel Delcroix, correspondente da RFI em Londres

O montante (quase R$200 milhões) "será investido na melhoria da segurança da fronteira", declarou um porta-voz do governo britânico.

O anúncio será feito oficialmente na cúpula bilateral que acontece nesta quinta-feira (18) em Sandhurst, no Reino Unido, entre o presidente francês, Emmanuel Macron, e a primeira-ministra britânica, Theresa May.

"Assim como investimos em nossas fronteiras no restante do Reino Unido, é normal  reforçar os controles na França e na Bélgica", acrescentou o porta-voz.

Londres também vai receber mais migrantes

Em virtude dos acordos de Touquet, em vigor desde 2004, a fronteira britânica com a França está instalada na costa francesa, onde agentes britânicos fazem o controle das centenas de milhares de imigrantes que convergem no porto de Calais. Boa parte almeja chegar ao Reino Unido.

Nesse sentido, o governo britânico contribuiu com cerca de R$ 445 milhões nos últimos três anos.

A pedido de Paris, Londres também aceitou receber mais imigrantes vindos de Calais, principalmente menores desacompanhados. Os dois dirigentes também vão discutir questões militares para mostrar que, apesar do Brexit, acordos de cordialidade serão mantidos e reforçados. O Reino Unido anunciou ainda o envio de três helicópteros da Força Aérea Real e de soldados para apoiar as forças francesas na região do Sahel.

(com agências)