rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
RFI CONVIDA
rss itunes

“Tungstênio”, HQ premiada na França, vira longa-metragem

Por Patricia Moribe

Há dois anos, o quadrinhista brasileiro Marcello Quintanilha levou um prêmio de melhor álbum de suspense no Festival Internacional de Histórias em Quadrinhos de Angoulême, no sudoeste da França, por “Tungstênio”, que está pronto para ser lançado como longa-metragem.

Enviada especial a Angoulême

“Tungstênio” se passa em Salvador, com quatro personagens principais: um ex-sargento, um traficante, um policial de honestidade duvidosa e a mulher deste último. Marcello Quintanilha trabalhou na adaptação para as telas junto com os roteiristas Marçal Aquino e Fernando Bonassi. O elenco conta com Samira Carvalho, Wesley Guimaraes, Fabrício Boliveira e o veterano José Dumont. A direção ficou a cargo de Heitor Dhalia.

“O filme está pronto, já vi, estou muito ansioso e muito satisfeito”, conta Quintanilha, que conversou com a RFI em Angoulême. “O lançamento deve ser em maio”, acrescenta.

Enquanto isso, em Angoulême, o quadrinhista promove a versão francesa do álbum “O Ateneu”, baseado no livro de Raul Pompéia, que saiu no Brasil pela editora Ática. “Casualmente é um dos meus romances preferidos”, revela.

Balões instigantes

Sobre o ofício que exerce, Quintanilha diz que sempre foi fascinado pelo mundo dos quadrinhos. “Mesmo antes de aprender a ler eu já tentava imaginar que símbolos tão característicos eram aqueles nos balões em cima das cabeças dos personagens. Quadrinhos são uma linguagem, um meio de comunicação”, diz.

O artista começou a publicar aos 16 anos e alguns anos depois conheceu o quadrinhista francês François Boucq, que o encorajou a enviar seu trabalho para editoras na Europa. Em 2003, Quintanilha passou ter seus quadrinhos publicados por uma editora belga e ele se instalou em Barcelona.

Para ouvir a entrevista completa, clique na foto de Marcello Quintanilha.

 

"João Gilberto sintetizou o samba", diz Bernardo Lobo ao homenagear compositor em Paris

Em Paris, soprano brasileira Camila Titinger canta na ópera Don Giovanni

Artista plástico Oscar Oiwa expõe em Paris obras de três cidades ligadas pelas Olimpíadas

Revista Vesta discute os desafios das adoções que “não dão certo”

Série sobre índios da Amazônia rende prêmio a fotógrafa brasileira em Perpignan

Artista plástica radicada na França, Janice Melhem Santos exibe coletânea de obras

“Democracia brasileira está sendo golpeada por dentro”, diz, em Genebra, representante da OAB

"O maior problema da Amazônia é a impunidade”, diz fotógrafo italiano premiado por trabalho na região

Empresárias brasileiras visitam Paris para se “reconectarem com seu lado feminino”

Documentário da franco-brasileira Véronique Ballot revisita primeiro encontro entre índios e brancos no Brasil

Miriam Grossi: Cortes de bolsas da Capes podem levar pesquisadores a deixar o Brasil

“O Brasil sempre vai estar presente no meu jeito de fazer música”, diz cantora de jazz Agathe Iracema

Para grupo Brasileiras de Paris, misoginia de Bolsonaro não começou com Brigitte Macron, mas com Dilma

Sem mudança ambiental “radical”, perspectiva é “muito pessimista” para o agronegócio do Brasil

Afastamento de França e Brasil vem desde o impeachment, lembra cientista político

Banda Natiruts lota casa de shows em Paris com 'I love', "ampliando raízes" do reggae

Livro de brasileira radicada em Paris desmistifica glamour da capital francesa