rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Publicado em • Modificado em

Região parisiense lança campanha contra assédio no transporte coletivo

media
Campanha de informação quer lutar contra assédio sexual no trasporte coletivo da região parisiense. DR

Os transportes coletivos são cenário de 43% de agressões sexuais graves contra a mulher. Para lutar contra o fenômeno, a região de Île-de-France, a grande Paris, lançou nesta segunda-feira (5), uma campanha de prevenção.


Um relatório divulgado no ano passado revelou que cerca de 267 mil pessoas sofreram agressões sexuais nos transportes públicos em toda a França, entre 2014 e 2015. A campanha anunciada nesta segunda-feira não foi a primeira.

A proposta da região parisiense inclui pedir para que um ônibus pare fora de uma parada em algumas linhas, para que uma pessoa evite descer em áreas isoladas.

O princípio é simples, depois das 22h, qualquer pessoa pode pedir ao motorista que pare entre duas paradas habituais. A ideia é reduzir o tempo de trajeto até o destino e aumentar a sensação de segurança, principalmente entre as mulheres. A experiência vai durar dois meses em dois departamentos: Seine-et-Marne e Seine-Saint-Denis.

Essa parada “à la carte” se inscreve em um plano mais vasto contra o assédio. Para sensibilizar os usuários e encorajar as vítimas a falar, cerca de 20 mil cartazes vão ser distribuídos no conjunto das redes de transporte urbanos.

A imagem mostra uma mulher, sozinha, agarrada a uma barra do metrô e cercada de animais. A campanha inclui um número de telefone especial que funciona 24 horas por dia para receber as denúncias.