rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

França Imprensa Feriado

Publicado em • Modificado em

Será que a França tem feriados demais?, questiona jornal

media
Capa do jornal Aujourd'hui en France/Le Parisien desta terça-feira (8). Reprodução/Le Parisien

Dia 8 de maio é feriado na França - data que celebra a vitória dos países aliados contra a Alemanha nazista e marca o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945. Maio na França, aliás, é o mês dos feriados: são quatro do total de onze durante todo o ano e dois apenas nesta semana. A grande quantidade de feriados no país é, aliás, a manchete do jornal Aujourd'hui en France desta terça-feira (8).


"É preciso cancelar um feriado?", questiona o diário em sua capa, lembrando que cada vez mais os franceses trabalham durante essas datas. Será que elas ainda têm um sentido?, pergunta Aujourd'hui en France.

Esse mês de maio conta com quatro feriados nacionais. Além do Dia do Trabalho e do 8 de maio, há ainda dois feriados religiosos. A Ascensão de Cristo é comemorada quarenta dias depois do domingo de Páscoa e neste ano cai no dia 11 de maio. Depois vem a segunda-feira de Pentecostes - 50 dias depois da Páscoa que representa, segundo a tradição católica, a descida do Espírito Santo entre os apóstolos - que será festejado no próximo dia 21.

Quebra-cabeças para famílias e empresas

Segundo Aujourd'hui en France, o mês de maio virou um verdadeiro quebra-cabeças para os franceses, que precisam planejar essas datas com semanas de antecedência, especialmente as famílias com filhos, já que as escolas fecham, mas nem sempre os pais podem folgar. Além disso, o diário lembra que para muitos, os feriados são sinônimo de lazer e quem pode, ainda emenda para prolongar a folga - e aí o problema é no quadro de trabalho das empresas.

O jornal lembra que os feriados existem para marcar uma data importante, mas muita gente nem lembra o que elas representam. "E se déssemos uma chance a esses dias, nos dedicando a uma atividade beneficente, à transmissão de valores, para que eles não se percam no futuro?", sugere o editorialista do Aujourd'hui en France.

Nem todos folgam

Claro, muitos setores funcionam normal ou parcialmente, como os transportes, restauração, hotelaria, hospitais, as mídias, parte do comércio. Mas Aujourd'hui en France destaca que, de acordo com uma consulta realizada pela agência Qapa, apenas 2% dos franceses declaram que trabalham nos feriados. Em contrapartida 56% aceitariam trabalhar em datas comemorativas, embora não gratuitamente, como pretende o governo Macron, que quer estabelecer um dia de solidariedade para financiar o cuidado com pessoas idosas.

A França é um dos países que mais tem feriados na Europa: tirando as datas comemorativas locais, as nacionais são 11, mesma quantidade que na Itália e na Suécia. Esses países só perdem para a Grécia, que conta com 12 feriados nacionais.

Entrevistados pelo Aujourd'hui en France sobre o cancelamento de alguns feriados, os franceses se dividem: muitos acreditam ser importante lembrar as datas que marcaram o passado, alguns são contra os feriados religiosos, já que a França é um país laico. Entretanto, todos são unânimes em afirmar que uma folga de vez em quando não faz mal para ninguém.