rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

França Morte Adolescente Violência

Publicado em • Modificado em

França: adolescentes são detidos depois de morte por espancamento

media
Praça do bairro Saragosse, em Pau, onde um grupo de jovens espancou um homem até a morte na sexta-feira (Foto: Reprodução France 3)

Três pessoas foram detidas para interrogatório na manhã desta segunda-feira (21) em Pau, no sudoeste da França, depois da morte de um homem de 32 anos espancado por um grupo de adolescentes no meio da rua.


A vítima, que nasceu no Burkina Faso mas tinha nacionalidade francesa, de acordo com informações da procuradora da cidade, Cécile Gensac. O homem tinha passagem pela polícia e já tinha sido fichado na região parisiense, por roubo e tráfico de drogas, entre 2010 e 2015. Ele mudou para Pau no início do ano. Por enquanto, não foi estabelecida uma relação entre seu passado e o linchamento. Um inquérito foi aberto para investigar o caso. A autópsia do corpo da vítima acontecerá no instituto médico-legal de Toulouse.

O crime aconteceu na sexta-feira (18), por volta das 19h no bairro popular de Saragosse. Cerca de 12 adolescentes, moradores do bairro, espancaram o francês até ele cair no chão. Mesmo inconsciente, ele continuou sendo alvo de socos, pontapés e morreu poucos minutos depois, abandonado pelo bando. Os adolescentes usaram uma cadeira para feri-lo. No momento do espancamento, várias famílias estavam no parque situado na frente de um conjunto de prédios, conhecidos como cités na França.

Rixa em quadra de futebol

Testemunhas da cena tentaram intervir, sem sucesso. De acordo com a rádio France Info, os bombeiros foram chamados para reanimar a vítima, mas ele não resistiu aos ferimentos. O motivo do espancamento teria sido uma rixa com os adolescentes na véspera do assassinato, durante uma partida de futebol, em uma quadra próxima do bairro, conhecida como “city stade”.

Segundo moradores, os jovens são conhecidos na vizinhança e também praticam o esporte. Eles se dizem surpresos com o nível de violência, e não se sentem mais seguros no bairro. “Antes eu vinha aqui para relaxar, jogar no City Stade, que eles tentaram botar fogo. Meu irmão já me aconselhou a ficar longe daqui”, diz um jovem entrevistado pelo jornal local “Sud Oest”. O prefeito da cidade, o ex-candidato à presidência François Bayrou, declarou estar “profundamente chocado” com o crime.