rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

França Imprensa Copa de 2018 Futebol

Publicado em • Modificado em

"O dia de glória chegou": imprensa francesa comemora conquista da Copa do Mundo

media
Os principais jornais franceses destacam a conquista da Copa do Mundo pela França. Fotomontagem RFI

O assunto da imprensa francesa não poderia ser outro na manhã desta segunda-feira (16). Os principais jornais do país estampam em suas capas e páginas a conquista da Copa do Mundo de 2018 pelos Bleus, como são chamados os jogadores da seleção francesa, ovacionados pela mídia de todo o país.


"O dia de glória chegou" é manchete do jornal Le Figaro, que estampa, em página inteira, a seleção francesa erguendo a taça. Para o diário, a conquista é "uma lembrança para a eternidade". O jornal reitera: "Em dez, vinte, trinta ou mesmo cinquenta anos, cada pessoa que estava diante da televisão, de uma tela gigante, no estádio, em um bar, no trabalho, em um barco, na praia, no campo, sozinha, entre amigos ou cercada por milhares de pessoas, saberá precisamente dizer onde estava neste famoso domingo do 15 de julho de 2018".

"Um dia que não será como os outros", diz o jornal. Além de ter sido "um momento de compartilhamento, de união e, sobretudo, de história, que tornará a vida mais leve nos próximos dias e semanas", afirma Le Figaro.

Encore!

Mesmo tom de euforia da parte do jornal Libération, que escolheu para sua manchete apenas uma palavra: "Encore!", ou seja, novamente, fazendo referência ao segundo título da seleção masculina francesa na Copa do Mundo. Apesar de o diário considerar que a França "explodiu" a Croácia, batendo a adversária por 4 a 2, Libé é crítico quanto ao desempenho dos jogadores franceses, destacando que parte deles estava em um mau dia, como Kanté, Varane e o goleiro Lloris.

Em editorial, no entanto, o jornal considera que as falhas e vários detalhes - como o primeiro gol da França - contra, marcado pela Croácia - serão esquecidos, assim como a implacável equipe croata, que deu tudo o que pôde até o final. O importante para Libé é que os jogadores cumpriram sua obrigação e que o técnico Didier Deschamps garantiu seu lugar no panteão do futebol.

O jornal também faz muitos elogios à torcida e à união dos franceses para festejar a conquista. "O mais extraordinário é o público, esse povo misturado mas unido, que invadiu em uma maré irresistível as ruas da França - pessoas de todas as classes, regiões e origens", salienta Libé.

Com a cabeça nas estrelas

"A cabeça nas estrelas" é a manchete do jornal Aujourd'hui en France, que ressalta que a segunda estrela dourada na camisa da equipe francesa de futebol "é para a vida inteira". "Iremos todos ao paraíso e os Bleus nos abrem as portas porque eles são vendedores de sonhos", diz a matéria do diário.

No teto do mundo, segundo o editorial do Aujourd'hui en France, estão hoje dois franceses: Kylian Mbappé, "esse menino de 19 anos extraordinário que mereceria levar o título de melhor jogador do Mundial" e Didier Deschamps, um dos maiores nomes do futebol de todos os tempos e que, lembra o diário, divide apenas com duas outras pessoas a façanha de vencer a Copa como jogador e treinador: o alemão Franz Beckenbauer e o brasileiro Mário Jorge Lobo Zagallo.