rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Um pulo em Paris
rss itunes

Franceses são os europeus que mais viajam durante as férias

Por Silvano Mendes

Um estudo recente apontou que 69% dos franceses vão viajar este ano durante as férias de verão do hemisfério Norte, entre os meses de julho e agosto. Além de ser um recorde que não era batido desde 2012, os números colocam os moradores do país no topo da lista dos europeus que mais viajam nos dias de calor.

Segundo o estudo realizado pelo instituto Ipsos, a França ultrapassou Áustria, Suíça e Reino Unido, onde cerca de 66% dos moradores escolhem passar férias em outras cidades. Mas se os franceses viajam cada vez mais, as férias de verão estão cada vez mais curtas.

Tradicionalmente, as famílias se ausentavam durante três ou até quatro semanas. Mas a pausa do verão no hemisfério Norte – que coincide com as férias escolares de julho e agosto – tem sido cada vez mais reduzida para aqueles que trabalham. Atualmente, os franceses têm preferido viajar durante duas semanas no verão e distribuir os demais dias de folga no resto do ano, juntando as férias com os dias de descanso acumulados graças ao regime de 35 horas de trabalho semanal.

Outra particularidade dos viajantes do país é que a maioria ainda prefere descansar sem cruzar as fronteiras. De acordo com o mesmo estudo, que faz parte do barômetro anual europeu do turismo, 57% dos franceses não deixam o território nacional durante o verão e, entre eles, 60% escolhem o litoral como destino. Além disso, acampar durante as férias (com barracas ou trailers), continua sendo uma opção privilegiada entre as classes mais populares, respeitando uma tradição dos centros de camping com boa infraestrutura espalhados pelo país.

Já entre os que vão para o exterior, os países mais próximos, como Espanha, Itália e Portugal são os mais procurados. Seguem na lista a Tunísia, que volta a ser escolhida pelos viajantes este ano, depois de ter sido boicotada por algumas temporadas em razão da ameaça terrorista.

Férias econômicas, mas sem dívidas

Porém, os franceses gastam menos que seus vizinhos europeus. Se as famílias suíças e austríacas, mas também alemãs e belgas, reservam em média mais de € 2.000 durante as férias, o orçamento médio dos franceses oscila entre € 1.000 e € 1.900 por família, sendo que mais da metade deles raramente ultrapassa € 1.000.

Além disso, os franceses preferem economizar durante o ano todo antes de embarcar para poder aproveitar as viagens tranquilamente. Ao contrário dos vizinhos britânicos, por exemplo, que abusam do uso de cartões de crédito, na França, menos de um terço da população se endivida para tirar férias. Mesmo se os bancos franceses já começam, desde o mês de maio, a enviar propostas de empréstimos miraculosos para quem pretende viajar durante o verão.

Movimento dos “coletes amarelos” une extrema direita e esquerda radical na França

Cemitérios parisienses são ricos em história, cultura e biodiversidade

LGBT: doação de sangue e inseminação artificial levantam debate sobre discriminação na França

Marielle, Bolsonaro e revisionismo: franceses incrédulos com extrema direita

França debate projeto de lei contra fake news durante campanhas eleitorais

França cria loteria para salvar patrimônio histórico em situação de risco

Aumento da violência e radicalização política no Brasil preocupam imprensa francesa

Aplicativos para decifrar rótulos de alimentos e cosméticos conquistam franceses

Loteria e sites de aposta lucram na França às vésperas da final da Copa do Mundo

Autolib': Paris abandona locação de carros elétricos e adota patinetes

França tem Copa sem telões, com presidente torcedor e música para Depardieu nas arquibancadas