rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Um pulo em Paris
rss itunes

França debate projeto de lei contra fake news durante campanhas eleitorais

Por Silvano Mendes

Não é apenas no Brasil que a questão das notícias falsas que circulam na internet, principalmente durante as campanhas políticas, preocupa as autoridades. A França debate nesse momento um projeto de lei contra as chamadas fake news.

O projeto, que será analisado a partir de 26 de setembro pelos parlamentares franceses, visa instaurar um regime especial que entraria em vigor durante os três meses que antecedem todas as eleições de âmbito nacional. A lei prevê mais transparência e a cooperação das redes sociais para checar as informações, além da possibilidade para os internautas de denunciar notícias falsas entrando em contato diretamente com as autoridades. O texto também prevê que as fake news sejam apagadas em menos de 48 horas.

Diante do caráter globalizado dos fatos divulgados na internet, o projeto de lei também mobiliza o Conselho Superior do Audiovisual francês (CSA), que poderá suspender a difusão dos canais que divulgarem informações falsas, mesmo em caso de canais controlados por um país estrangeiro. O texto é apresentado como um complemento à lei de liberdade de imprensa do país, em vigor desde 1881.

No entanto, o assunto ainda divide e os opositores à medida temem que a nova legislação possa, de alguma forma, representar uma censura. Por essa razão o projeto foi rejeitado na primeira vez que foi apresentado no Senado, em julho.

Porém, a lei que volta a ser discutida na semana que vem tem fortes chances de ser aprovado, pois a maioria do governo é favorável ao texto. Isso porque, durante a campanha presidencial no ano passado, o então candidato Emmanuel Macron foi acusado de possuir contas secretas. A informação foi desmentida rapidamente, mas desde então o agora presidente e seus partidários decidiram atacar as fake news.

Após semana de bloqueios do centro de Paris, Extinction Rebellion prepara novos protestos

Militantes são multadas por colarem cartazes contra feminicídio em Paris

Defesa do clima une ambientalistas, estudantes e coletes amarelos em manifestações em Paris

Uber, patinetes e bicicletas de aluguel saem ganhando com greve de transportes públicos em Paris

Campanha contra violência doméstica alcança forte impacto nas vítimas

Crédito imobiliário muito barato causa explosão no preço dos imóveis na França

Um ano após lei contra assédio de rua, França registra apenas 700 queixas

Amazon aumenta taxas de fornecedores para escapar de impostos na França

França ameaça tirar habilitação de motorista que dirigir falando no celular

Secador de cabelo de ouro e jantares de rei: ministro francês nega abusos e permanece no cargo

Hipódromo cria novas atrações e conquista público diversificado em Paris

Festa da Música mostra a grande diversidade de músicos profissionais e amadores franceses

Empresas francesas têm comprado silêncio de mulheres que denunciam casos de assédio