rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Paris Explosão Gás

Publicado em • Modificado em

Quarta vítima é encontrada em escombros de explosão em Paris

media
Rua ficou coberta de escombros após explosão, no centro de Paris. (12/01/2019). David Bangura/via REUTERS

O balanço de mortos de uma explosão ocorrida neste sábado (12) em Paris subiu para quatro, depois que os bombeiros localizaram o corpo de uma mulher sob os escombros, na manhã deste domingo (13). As vítimas são dois civis e dois bombeiros que atuavam no local, uma padaria que estava com um escapamento de gás.


A mulher pode ser uma moradora do imóvel que está desaparecida desde sábado. A padaria ficava no térreo de um prédio residencial, no 9º distrito da capital francesa.

A outra vítima civil é uma turista espanhola que faleceu no hospital. A mulher estava em Paris a passeio com o marido, que não se feriu. No total, acidente deixou quase 50 pessoas feridas.

Os dois bombeiros mortos tinham 27 e 28 anos. Outro bombeiro, que ficou soterrado sob os escombros, se encontra em estado grave.

Escapamento de gás

A explosão, causada por um vazamento de gás, foi registrada por volta das 09h locais, em uma região densamente povoada do centro de Paris, que concentra muitos hotéis. "Estávamos dormindo quando ouvimos um barulho. Pensamos que fosse um terremoto", relatou à AFP uma adolescente que mora em uma rua próxima.

A explosão ocorreu quando os bombeiros, que foram alertados pelos moradores sobre o forte cheiro de gás, estavam dentro do edifício. A detonação quebrou os vidros das janelas dos edifícios vizinhos e sua onda expansiva foi sentida a até 100 metros de distância.

"Todas as janelas do nosso apartamento estouraram, todas as dobradiças das portas que estavam abertas saltaram. Para sair do meu quarto, tive que caminhar sobre a porta, as crianças estavam muito assustadas, não conseguiam sair do quarto delas", relatou Claire Sallavuard, que mora no prédio onde ocorreu a explosão.

A Procuradoria de Paris abriu uma investigação para identificar a causa exata do incidente. Tudo aponta para um "acidente, mas neste momento não excluímos nenhuma hipótese", declarou à imprensa o procurador Rémy Heitz.

Em Paris, vários prédios estão conectados ao sistema de gás natural da cidade, mas as explosões por vazamentos são pouco frequentes.

Com informações da AFP