rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Um pulo em Paris
rss itunes

Pilotos brasileiros disputam etapa do campeonato da Fórmula E em Paris

Por Adriana Moysés

O Campeonato Mundial de Fórmula E (F-E), disputado com carros 100% elétricos, retorna à capital francesa neste sábado (27). Onze equipes competem pelo e-Prêmio de Paris, na quarta temporada da categoria. Os pilotos brasileiros Lucas Di Grassi, Felipe Massa e Felipe Nasr participam da prova.

A categoria, criada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e pelo empresário espanhol Alejandro Agag, registra um sucesso crescente de público na capital francesa. O circuito de 1,93 km e 14 curvas passa por ruas e avenidas do bairro de Invalides, um dos principais pontos turísticos da cidade, onde se encontra o Museu das Forças Armadas e o túmulo do imperador Napoleão Bonaparte.

Os motores da F-E têm 250 kW de potência e devem passar de uma aceleração de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos. A velocidade máxima é de 280 km/h.

O sábado terá manifestações dos “coletes amarelos”, mas no bairro de Invalides uma grande área estará fechada à circulação para a etapa parisiense da F-E, oitava prova da temporada 2018-2019. O público pôde visitar desde hoje os estandes instalados pelos patrocinadores para apresentar as últimas novidades desenvolvidas pelas montadoras para carros elétricos. As atividades na véspera da corrida são gratuitas.

O brasileiro Lucas Di Grassi (carro #11), da equipe Audi Sport ABT Schaeffler, atual detentora do título, está em quinto lugar na classificação geral de pilotos e é o brasileiro em melhor posição na atual temporada. Ele disse à reportagem da RFI estar satisfeito com o carro de segunda geração usado do ano passado para cá. O ganho de autonomia do motor não requer mais a troca de carros e de piloto durante as provas.

Di Grassi e seu companheiro de equipe, o alemão Daniel Abt, trabalham juntos desde a primeira prova da F-E, em 2014, em Pequim. Lucas acumula 9 vitórias em 52 corridas disputadas na categoria e já subiu ao pódio 29 vezes, bem mais do que Abt, décimo colocado no ranking de pilotos. Neste ano, Di Grassi venceu a corrida no México, realizada em fevereiro.

Massa: "logo vou estar brigando por vitórias"

Já Felipe Massa, que está na primeira temporada da F-E, destacou que a posição de classificação vai ser determinante. "O circuito em Paris parece pista de kart, com as ruas estreitas", observou. Segundo ele, a experiência na F-E está sendo totalmente diferente da F1. "Tenho muito o que aprender, mas acho que logo, logo vou estar brigando por vitórias e pelo campeonato", disse Massa. Nas sete corridas que fez pela equipe italiana Venturi (carro #19), o ex-piloto da Williams ainda não pontuou ainda. Assim como Felipe Nars (carro #6), que chegou recentemente na Geox Dragon. Nasr fez apenas três provas, sem marcar pontos.

Duas sessões de testes livres e uma de classificação, para determinar o grid de largada, estão previstas na manhã de sábado. A corrida começa às 16h em Paris, 11h pelo horário de Brasília. A prefeita da capital, a socialista Anne Hidalgo, estará presente.

No ranking de equipes, a Audi, que sempre esteve na vanguarda das tecnologias elétricas, está em quarto lugar no campeonato, com 102 pontos, atrás da franco-chinesa DS Techeetah, líder, com 116 pontos, seguida pela britânica Envision Racing (109 pontos) e pela indiana Mahindra Racing (102 pontos).

Depois de Paris, a próxima etapa da F-E será realizada em Mônaco, no dia 11 de maio. O encerramento do campeonato está previsto no dia 14 de julho, em Nova York.

Festa da Música mostra a grande diversidade de músicos profissionais e amadores franceses

Empresas francesas têm comprado silêncio de mulheres que denunciam casos de assédio

Festival de Cannes questiona limites da arte com filme que beira pornografia

Macron e Zuckerberg afinam projeto de regulamentação das redes sociais

França tenta regulamentar uso de patinetes elétricas para evitar acidentes

Incêndio em Notre-Dame levanta debate sobre preservação do patrimônio na França

França registra criação de empregos, mas "coletes amarelos" mantêm protestos

Pirâmide do Louvre comemora 30 anos com instalação do artista urbano JR

França se prepara para possível ação de black blocs durante 19° ato dos “coletes amarelos”

Associações propõem que políticos franceses vivam 15 dias “na pele de um pobre”

Humoristas francesas de stand up dão novo fôlego às causas feministas

Francês se aposenta com 62 anos, mas contribui 40 anos para receber a metade do que ganhava na ativa

Incêndios na mesma semana em CT do Flamengo e Paris levantam questões de segurança