rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

França Carlos Ghosn Versalhes Escândalo Aniversário Corrupção

Publicado em • Modificado em

“Cúmulo do excesso”: revista francesa publica vídeo de banquete de Carlos Ghosn no Castelo de Versalhes

media
As imagens do vídeo caíram nas mãos dos investigadores franceses. O material estava no YouTube, mas não estava indexado. Reprodução Youtube

Os investigadores franceses puseram as mãos em um vídeo filmado durante a nababesca festa paga pela Renault-Nissan na noite do 60º aniversário de seu ex-chefe, Carlos Ghosn. A revista L’Obs divulgou as imagens nesta quinta-feira (9), que considerou como “o cúmulo do excesso”. O material complica a imagem do executivo, que foi libertado em 25 de abril no Japão após pagar uma multa milionária, acusado em um processo de corrupção e desvio de verbas.


O banquete em homenagem aos 60 anos do franco-libanês-brasileiro Carlos Ghosn, custou cerca de € 634 mil, ou seja, mais ou menos R$ 2,8 milhões, em 9 de março de 2014. O evento teve “de tudo”, segundo o L’Obs: figurantes franceses fantasiados de cortesãos de Luís XIV, o chamado “Rei Sol”, principal morador histórico do fulgurante Castelo de Versalhes, a oeste de Paris, e símbolo máximo dos desvarios da Corte, que levaram à Revolução Francesa.

Entre as imagens do “excesso”, um “travelling na famosa galeria de espelhos [do Castelo de Versalhes] onde os convidados em smoking ou figurinos do tempo de Louis XIV olham através das janelas os magníficos fogos de artifício”. Originalmente, precisa o L’Obs, “o vídeo foi colocado no YouTube, mas não foi indexado, então não pode ser encontrado na busca sem conhecer sua URL”.

Segundo a revista francesa, o vídeo confirma a conclusão publicada pelos auditores do escritório Mazars, depois de analisar as contas da subsidiária Renault-Nissan BV: eles chegaram à conclusão de que a noite era um evento privado e de forma alguma se tratava, como alega a defesa de Ghosn, de uma festa para celebrar os 15 anos da aliança entre as duas marcas, como L’Obs havia revelado em fevereiro de 2019.

Veja as imagens, editadas pela revista: