rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Um pulo em Paris
rss itunes

Paris intensifica luta contra tabagismo e proíbe cigarro em parques

Por Silvano Mendes

A prefeitura de Paris decidiu proibir o fumo em 52 parques públicos e jardins da cidade. O anúncio da medida, que visa lutar contra a poluição e o tabagismo passivo, coincide com o Dia Mundial de Luta contra o Tabaco, celebrado nessa sexta-feira (31).

A partir de 8 de junho, quem for surpreendido fumando em um dos 52 parques e jardins parisienses, terá que pagar uma multa de € 38 (R$ 168). Mesmo se representam 10% dos espaços verdes da capital francesa, a maioria dessas “zonas proibidas” estão situadas em regiões mais residenciais da cidade ou em pequenos parques. Locais turísticos, como o Jardim des Tuilleries ou o Jardim de Luxemburgo, por exemplo, não fazem parte da lista.

Durante as primeiras semanas, agentes da prefeitura vão apenas alertar os fumantes. Cinzeiros também devem ser instalados nas entradas dos parques para incitar os usuários a apagarem seus cigarros. Após um mês de sensibilização, as multas começarão a ser aplicadas.

Luta contra as bitucas

A prefeitura explica que a proibição, que visa melhorar a qualidade do ar, já havia sido testada com sucesso em seis parques da cidade no ano passado. Segundo as autoridades que aplicaram o protocolo de teste, os fumantes aceitaram bem a medida, mas muitos saíram do parque ao serem surpreendidos com seus cigarros, cachimbos e charutos.

A iniciativa não é nova. Desde 2015, já é proibido fumar nos 500 playgrounds públicos de Paris.

Além de lutar contra o tabagismo, a medida visa manter os parques mais limpos, pois muitos fumantes jogam suas bitucas na grama. A prefeitura de Paris já implementou uma sanção para quem deixar suas guimbas nas ruas da cidade, com multas de € 68 (cerca de R$ 300). Mais de 35 mil pessoas foram sancionadas em 2018.

Cerca de 350 toneladas de restos de cigarro são coletados a cada ano nas ruas da capital francesa.

Defesa do clima une ambientalistas, estudantes e coletes amarelos em manifestações em Paris

Uber, patinetes e bicicletas de aluguel saem ganhando com greve de transportes públicos em Paris

Campanha contra violência doméstica alcança forte impacto nas vítimas

Crédito imobiliário muito barato causa explosão no preço dos imóveis na França

Um ano após lei contra assédio de rua, França registra apenas 700 queixas

Amazon aumenta taxas de fornecedores para escapar de impostos na França

França ameaça tirar habilitação de motorista que dirigir falando no celular

Secador de cabelo de ouro e jantares de rei: ministro francês nega abusos e permanece no cargo

Hipódromo cria novas atrações e conquista público diversificado em Paris

Festa da Música mostra a grande diversidade de músicos profissionais e amadores franceses

Empresas francesas têm comprado silêncio de mulheres que denunciam casos de assédio

Festival de Cannes questiona limites da arte com filme que beira pornografia

Macron e Zuckerberg afinam projeto de regulamentação das redes sociais