rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Um pulo em Paris
rss itunes

Defesa do clima une ambientalistas, estudantes e coletes amarelos em manifestações em Paris

Por Adriana Moysés

Paris terá um fim de semana de intensa mobilização para denunciar a urgência climática. Estudantes, ambientalistas e coletes amarelos programaram manifestações para fazer pressão sobre o governo na véspera da Cúpula do Clima da ONU, em Nova York.

Vários estudos revelam que a proteção ao meio ambiente tornou-se a preocupação número 1 dos franceses, à frente das questões econômicas de custo de vida e emprego.

Pela terceira vez este ano, os secundaristas franceses que abraçaram o movimento criado pela ativista sueca Greta Thunberg – Sextas-feiras pelo Futuro, Juventude pelo Clima – fizeram greve de escola para sair em passeata pelas ruas de Paris. O protesto reuniu 9.400 estudantes, menos do que nas manifestações anteriores. Na primeira convocação de Greta, em março, cerca de 30.000 estudantes franceses aderiram à paralisação. Houve um segundo protesto em maio, com 15.000 participantes. Mas os que estiveram nas ruas, hoje, demonstraram grande preocupação com o futuro.

Os cartazes de papelão dos adolescentes traziam desenhos, alguns de crianças, acompanhados de frases como "Vamos salvar nosso planeta dos homens", "O tempo está contado, é preciso agir", "1,5°C a mais [na temperatura da Terra] e são os direitos humanos que vão derreter". Criativos, alguns escreveram frases espirituosas como "Faça amor e não CO2" ou "Greta, casa comigo". A constatação dos estudantes é que os governantes falam muito sobre o tema, mas a ausência de progressos no combate às mudanças climáticas é notória.

Após semana de bloqueios do centro de Paris, Extinction Rebellion prepara novos protestos

Militantes são multadas por colarem cartazes contra feminicídio em Paris

Uber, patinetes e bicicletas de aluguel saem ganhando com greve de transportes públicos em Paris

Campanha contra violência doméstica alcança forte impacto nas vítimas

Crédito imobiliário muito barato causa explosão no preço dos imóveis na França

Um ano após lei contra assédio de rua, França registra apenas 700 queixas

Amazon aumenta taxas de fornecedores para escapar de impostos na França

França ameaça tirar habilitação de motorista que dirigir falando no celular

Secador de cabelo de ouro e jantares de rei: ministro francês nega abusos e permanece no cargo

Hipódromo cria novas atrações e conquista público diversificado em Paris

Festa da Música mostra a grande diversidade de músicos profissionais e amadores franceses

Empresas francesas têm comprado silêncio de mulheres que denunciam casos de assédio