rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Eleição presidencial França François Hollande Imprensa Nicolas Sarkozy

Publicado em • Modificado em

Eleições presidenciais na França tomam conta dos jornais

media
As eleições presidenciais são o destaque dos jornais franceses desta quarta-feira.

A campanha presidencial na França ganha cada vez mais contornos nos jornais franceses. Nesta quarta-feira, o assunto é amplamente abordado pela imprensa, um dia depois de o presidente Nicolas Sarkozy, provável candidato à reeleição em 2012, cutucar o principal adversário, o socialista François Hollande.


Em uma palestra para estudantes em Estrasburgo, Sarkozy disse que Hollande era "demagogo", entre outras provocações. Hoje, o jornal conservador Le Figaro demonstra apoio ao presidente, afirmando em manchete de capa que "Sarkozy se aproveita das frestas de Hollande", que segundo o diário, permanece na defensiva nesta fase da campanha. A reportagem, apoiada por um editorial, é ilustrada com a foto principal da primeira página, em que o presidente aparece em primeiro plano e ligeiramente maior e do que o opositor.

Em tendência editorial oposta, o jornal Libération estampa na capa uma série de frases pronunciadas por franceses descontentes com o governo atual, sob a manchete "Sarkozy não nos protege". Seguem-se seis páginas de uma reportagem sobre cidadãos que viram sua situação pessoal e profissional piorar ao longo dos cinco anos de mandato do presidente. O Libération ainda calculou o quanto o novo plano de austeridade econômica, divulgado no domingo pelo primeiro-ministro, François Fillon, vai custar para os franceses. Em média, diz a reportagem, as famílias do país deverão gastar 1038 euros a mais por conta do aumento de impostos e da diminuição de benefícios sociais.

Também a publicação comunista L'Humanité ataca o governo, afirmando que "a dramatização e a instrumentalização da crise financeira", por Sarkozy, ameaçam o modelo social francês.

Já o jornal Le Parisien - Aujourd'hui en France apresenta uma nova pesquisa pré-eleitoral que demonstra que a vantagem de Hollande sobre Sarkozy está diminuindo. Hoje, segundo a sondagem do instituto BVA, o socialista conta com 36% de preferência dos eleitores para o primeiro turno, contra 25% para Sarkozy, 2 pontos percentuais a mais do que o registrado na pesquisa anterior. Ainda assim, o socialista venceria a votação com 61% das cédulas, diz o Parisien.