rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
  • Acordo do Brexit recebe apoio preliminar do Parlamento britânico
Reportagem
rss itunes

Guantánamo: pouco progresso 10 anos depois, segundo ONG

Por Daniela Leiras

A abertura da prisão americana de Guantánamo, em Cuba, completa dez anos nesta quarta-feira. No dia 11 de janeiro de 2002, chegavam à base naval os primeiros prisioneiros encapuzados, algemados e vestidos com um macacão laranja, todos do Afeganistão, suspeitos de envolvimento na onda de terrorismo que culminou com os atentados de 11 de setembro. Mais de 700 prisioneiros já passaram pelo local e apenas seis foram declarados culpados por comissões militares. Apesar das promessas do presidente Barack Obama de fechar a prisão, hoje 171 homens provenientes de 20 países continuam encarcerados e submetidos a um "vazio jurídico", segundo as palavras de Nathalie Berger, responsável pelo setor americano da Anistia Internacional na França. Nesta entrevista à RFI, ela afirma que, em dez anos, pouca coisa mudou em termos de justiça e direitos humanos.

Igreja Católica quer reforçar seu papel com indígenas ameaçados de morte por madeireiros

Religiosos da Amazônia defendem introdução das tradições indígenas em rituais católicos

Padres da Amazônia defendem ordenação de homens casados para fortalecer Igreja Católica

Católicas da Amazônia esperam do Vaticano maior valorização para mulheres dentro da Igreja

Situação dos EUA gera avanços na COP 22, diz brasileira do Greenpeace

Franceses e brasileiros começam o ano em Paris sonhando com paz e trabalho

Retrospectiva: 2015 foi marcado pelo terrorismo e pela crise migratória

Manifestantes contra a COP 21 criticam proibição de realizar protestos

“Espero que o Brasil reveja sua posição sobre a Venezuela”, diz Mauricio Macri

França dará "resposta forte" aos atentados de Paris, afirma especialista

Relação entre armas legais e criminalidade não é consenso entre pesquisadores

Sucesso da COP21 depende de China aceitar revisão de metas de emissões