rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês
Linha Direta
rss itunes

Conflito com Japão leva China a boicotar reunião do FMI em Tóquio

Por Maria Emilia Alencar

A China confirmou nesta sexta-feira sua decisão de cancelar a participação de seus principais líderes financeiros na reunião do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial que acontece em Tóquio. A disputa com o Japão por um arquipélago no mar do Leste da China foi o motivo oficial para o boicote chinês.

A chefe do FMI, Christine Lagarde, disse que o país só perde com essa atitude. A participação chinesa no encontro era muito esperada, já que o país é considerado fundamental para a recuperação da economia mundial. O conflito entre China e Japão, respectivamente a segunda e a terceira maiores economias mundiais, já tem provocado consequências desastrosas nas relações bilaterais e preocupa observatores de todo o mundo.

Neste programa, nossa correspondente em Pequim, Janaína Silveira, explica que dentro da China comenta-se que os bancos do país estão satisfeitos com esse boicote, já que ainda não se sabe nada a respeito das políticas econômicas que serão adotadas pelo próximo governo, que assume somente em março.

Mercosul discute reformas internas para enfrentar concorrência europeia

Patrimônio da Unesco, Festival Naadam festeja séculos de tradição nômade na Mongólia

Campanha eleitoral começa na Argentina com Brasil e EUA reforçando apoio a Macri

Após aprovação de texto-base, deputados votam destaques que podem mudar reforma da Previdência

Para evitar gravidez precoce, projeto investe em visita de jovens jogadoras brasileiras à Holanda

Favorito, Johnson enfrenta Hunt em 1° debate na TV entre candidatos a premiê no Reino Unido

Terremotos na Califórnia reavivam medo de "Big One", tremor com consequências trágicas

ONGs aplaudem relatório da ONU sobre Direitos Humanos na Venezuela e pedem justiça

Mais de 1,4 milhão de refugiados vão precisar de reassentamento até 2020, diz agência da ONU

Central sindical argentina classifica acordo UE-Mercosul como “industricídio”

Prisão da capitã do navio "Sea-Watch 3" divide opinião pública da Itália

Com recusa de Salvini, navio humanitário Sea-Watch volta a águas internacionais

Foto de pai e filha mortos ressalta drama humano no debate sobre a imigração nos EUA

Novas sanções dos EUA ao Irã devem secar entrada de dinheiro no país

Sucesso eleitoral da extrema direita colabora com clima de terror na Alemanha

Brasil apoia candidato chinês para substituir Graziano na liderança da FAO

Michelle Bachelet se encontra com Maduro e Guaidó durante visita à Venezuela

Boris Johnson é favorito em nova votação para definir sucessor de Theresa May