rfi

Ouvindo
  • RFI Brasil
  • Último jornal
  • RFI em francês

Animais Cosméticos Japão Meio Ambiente Teste

Publicado em • Modificado em

Shiseido anuncia suspensão de testes de cosméticos em animais

media
"Quantos animais mata seu xampu?", diz cartaz de campanha de propaganda contra testes com animais em Barcelona. consumetico.org

O gigante dos cosméticos japonês Shiseido anunciou hoje que vai parar de testar seus produtos em animais a partir de abril. A decisão será válida também para seus fornecedores terceirizados.


“Nossos fornecedores vão deixar de fazer testes com animais e nós não terceirizaremos mais este tipo de testes a laboratórios exteriores”, anunciou um porta-voz da empresa.

A empresa especificou que a nova regra terá algumas exceções. Ela vai continuar a fazer testes em animais quando for a única solução para provar que um produto é inofensivo e nos países onde o procedimento é obrigatório para poder comercializar um produto.

Os movimentos em defesa dos animais exigem há anos que os fabricantes de cosméticos encontrem alternativas para substituir os testes em animais, considerados cruéis e inúteis.

Mas a decisão da Shiseido é mais uma estratégia comercial. O mercado europeu é muito importante para a empresa japonesa, e a União Europeia vai instaurar nas próximas semanas uma proibir completa dos produtos cosméticos desenvolvidos usando testes em animais.

A Shiseido enfatizou que é capaz de garantir a segurança de seus produtos sem recorrer a esse tipo de teste. Todos os anos, cerca de 100 milhões de animais são usados em pesquisas científicas só nos EUA, segundo estimativa da Peta, ONG de proteção animal.